Alimentação fora do lar: Você sabe realizar boas escolhas?

Imagem Ilustrativa

Atualmente, a maioria dos trabalhadores realizam suas refeições fora do lar. Motivados pelo trabalho longe de suas casas ou com pouco tempo para preparar refeições, o brasileiro tem sido, cada vez mais, induzido a comer em restaurantes, lanchonetes, bares, escolas ou em refeitórios de suas empresas.

A alimentação fora do lar pode gerar tanto benefícios quanto malefícios para saúde. Pesquisas revelam que mais de 50% das pessoas que fazem refeições fora de casa estão acima do peso.

Saber realizar escolhas saudáveis ao se alimentar dentro e fora do lar é importante para manter o peso e principalmente a saúde.

Os restaurantes self- service possuem diversas opções de pratos, alguns saudáveis, outros nem tanto. Ao chegar para realizar sua refeição é essencial se atentar aos quitutes que alguns restaurantes oferecem no inicio do Buffet como, mini pastéis, mini salgados, tortas e petiscos geralmente fritos. Essas opções, quando estamos com fome são sempre as mais desejadas, por isso é importante estar ciente das escolhas a serem realizadas, caso contrário você pode acabar enchendo seu prato dessas preparações e deixando de lado outras opções mais saudáveis.

Outro ponto importante é tentar sair para almoçar ou jantar com pouca fome. Quando estamos com muita fome, além de escolhermos alimentos mais gordurosos, acabamos colocando comida demais no prato, muitas vezes sem necessidade e este excesso de alimentos vai refletir diretamente no ganho de peso.

Caso esteja com muita fome, procure tomar um copo de água antes de iniciar a refeição para inibir um pouco o apetite.

Os restaurantes a La carte, possuem em geral pratos executivos. Para os homens, os pratos são bem servidos, já para mulheres, geralmente o valor calórico ultrapassa a necessidade de uma refeição. É necessário ficar atenta.

As saladas, como não é novidade para ninguém são alimentos ricos em fibras e excelentes para o funcionamento do organismo. Porém, é necessário ter cautela com a escolha dos molhos. Muitos deles são compostos de maionese ou creme de leite que elevam seu valor calórico e os industrializados possuem corantes e conservantes que são prejudiciais à saúde. Dê preferência sempre aos azeites e temperos naturais.

Na hora de escolher o prato principal, opte por preparações assadas e grelhadas. Deixe para comer aquele bife a parmegiana maravilhoso ou aquele frango a passarinho com polenta frita somente uma vez por semana, e claro, sempre com moderação.

Ana Beatriz Nicoletti é Nutricionista e escreve semanalmente no Acontece Botucatu