A importância da saúde física e mental diante do novo normal

Por Beto Pavão – Academia Espaço ELO

Estamos a cada dia aprendendo algo novo nesses últimos meses, afinal vivemos o “NOVO NORMAL”. Apesar disso algumas coisas que já sabíamos há anos, passaram a ter uma relevância gigante diante dos novos desafios.

Há muitos e muitos anos estabelecemos um consenso que o exercício físico orientado é o maior promotor na saúde preventiva a um indivíduo. Há muitos e muitos anos buscamos conscientizar práticas saudáveis e mudanças no estilo de vida, alcançando uma condição de equilíbrio e bem estar nas comunidades. Ao mesmo tempo políticas publicas e comerciais muitas vezes prevalecem negativamente diante dessa ideia, uma vez que interesses comerciais e políticos também fazem parte da nossa vida, infelizmente.

As comorbidades estão transformando a população brasileira num hospedeiro muito vulnerável para o Covid-19. A obesidade, hipertensão, diabetes, a desnutrição, o sedentarismo entre outros fatores, fazem com que a reação do organismo perante as inflamações causadas pela doença, sejam menos eficazes durante o tratamento e, consequentemente diante de uma possível internação. Resumindo, estamos fracos e vulneráveis.

Tão importante quanto o que eclode no corpo físico, os pensamentos e emoções dever ser tratados e observados com muita relevância. Notícias recorrentes negativas, e a falta de crenças positivas podem conduzir a uma população inteira a beira do abismo. A depressão e a ansiedade são fatores que estão crescendo a cada dia no mundo, gerando medo e falta de perspectivas, e, diga-se de passagem, esse é o canal condutor para manipulação da massa. Essas condições mentais mudam nossa energia, criando doenças físicas.

Agora a parte incrível dessa história. Com a mesma velocidade que tudo está acontecendo, pesquisas e novos estudos em todo mundo, incluindo com muito orgulho o Brasil, revelam que podemos mudar esse cenário mudando nossos hábitos. Com pequenos toques na nossa rotina diária e substituições de práticas negativas, podemos elevar a frequência individual e consequentemente a frequência coletiva, promovendo uma homeostase positiva incrível em nosso meio. São ações simples, mas que podem transformar a vida de uma população. Veja algumas delas.

– Pratique exercícios físicos: Procure se exercitar diariamente, se não for possível, pelo menos quatro vezes na semana. Esqueças as sessões de uma hora regrada. Muitas vezes 30 minutos são suficientes para atingir seus objetivos. Menos tempo muitas vezes é melhor que nada. Faça caminhadas, corridas leves, alongamentos e se já for praticante, busque uma boa manutenção das suas cargas. Lembre-se, nesse período é mais apropriado agradecer o que se tem, do que buscar a todo custo algo que não se tem. Causar um episódio que possa leva-lo desnecessariamente a um hospital é insanidade.

– Busque uma boa alimentação: Comer muito e desregulamente pode ser algo ruim. Busque por produtos naturais e orgânicos, eles são sempre melhores do que os industrializados. Procure manter uma rotina alimentar buscando uma consciência do que é necessário e do que é gula. Lembre-se que a obesidade é o segundo fator mais relevante nas internações atualmente.  Caso precise de ajuda, procure um nutricionista.

– Procure descansar: Busque descansar o quanto seja necessário. Dormir pouco e trabalhar muito é um peso muito caro na balança da vida, e seu corpo irá cobrar mais pra frente.

-Busque ações prazerosas:  troque uma ou duas horas a mais no escritório fazendo algo novo.  Comece curtindo um bom livro, pratique um instrumento musical ou desafie-se nas cozinhas com novas receitas. Essas ações podem transformar sua vida.

Desligue a televisão ou troque o canal de noticiais por um bom filme em família. Estar informado é importante, ao mesmo tempo entrar diariamente na frequência do pânico pode ser mortal. Busque fontes confiáveis de notícias, lembre-se podemos olhar o copo pelo lado cheio ou pelo lado vazio, o copo ainda é o mesmo.

– Valorize e agradeça sua vida:  A prática diária da Gratidão é o que podemos fazer de maior por nós e pelos nossos. Orar, rezar e meditar, podem ajudar muito nesse caminho. Agradeça diariamente o fato de estar vivo, agradeça a perfeita natureza, o que de pequeno e mais rico existe no nosso dia. Muitas vezes um olhar já é algo incrível, já que os sorrisos estão temporariamente escondidos pelas máscaras e os abraços distantes.

Finalizo essa semana, aproveitando esse dia maravilhoso da Páscoa Cristã, independente da religião que seguimos, o ato do renascimento é um ato de esperança, amor e principalmente de fé. Que possamos juntos acreditar num mundo melhor, e tenhamos certeza que tudo se apresenta por um propósito, busquemos aprender o nosso.

A força está sempre dentro de cada um de nós.

Beto Pavão

Profissional Educação Física

Academia Espaço ELO