Presidente quer a Câmara com 17 vereadores

O presidente da Câmara Municipal de Botucatu, vereador Ednei Carreira (PSB), que encerra seu mandato de dois anos no final deste ano, quer marcar seu nome na política municipal com inovações. Depois da verba para a TV Câmara inserida na Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) de 2014 e da proposta aprovada para construção de um novo prédio para o Legislativo, ele defende a idéia de que a Câmara volte a ter 17 vereadores, como era no passado. A Câmara passou a ter 11 vereadores a partir de 2008.

De acordo com a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 58 aprovada no Congresso Nacional (Senado e Câmara dos Deputados), que propõe uma recomposição em todas as Câmaras Municipais do Brasil, aumentando o número de vagas para vereadores no País, o número de parlamentares é definido de acordo com o contingente populacional de cada município. Com seus aproximados 140 mil habitantes Botucatu se coloca entre as cidades que poderiam ter até 19 parlamentares.

Carreira diz que em sua opinião 17 vereadores é o número ideal para Botucatu e poderia fazer com que os bairros da cidade tivessem maior representatividade, fomentaria os debates em plenário e a Câmara teria de volta os seis vereadores que foram tirados. Enfatiza que com 17 parlamentares não haveria ônus algum para o Município já que a Câmara estaria usando uma verba que é dela por lei.

“Hoje temos uma população estimada em de 140 mil habitantes e a Cidade continua a crescer e muitos bairros novos estão surgindo. A lei nos permite ter até 19 parlamentares, mas acho muito. Se depender de minha vontade colocaria essa proposta em apreciação para termos os 17 vereadores de volta em nosso Legislativo, como era no passado. Vamos levar essa proposta aos demais vereadores”, finalizou Carreira.