Botucatu poderá contar com “Poupatempo Ambiental”

Esta semana o prefeito João Cury Neto; o secretário municipal de Meio Ambiente, Layre Colino Júnior e o vereador eleito Izaias Colino (PSDB) estiveram em São Paulo, reunidos em audiência com o secretário estadual de Meio Ambiente, Bruno Covas.

A comitiva formalizou o pedido de liberação de recursos para dar prosseguimento ? s obras de modernização do Parque Municipal “Joaquim Amaral Amando de Barros”, localizado no Jardim Paraíso. O projeto tem custo total estimado em R$ 2,7 milhões. A primeira etapa foi iniciada com recursos do próprio município e parceria com a Unesp e inclui a construção de uma esplanada para eventos, de aproximadamente 5 mil metros quadrados de área e construção de um lago artificial de 3 mil metros quadrados, que terá peixes ornamentais.

A próxima etapa, avaliada em cerca de R$ 1,3 milhão, prevê a construção de uma área administrativa que será transformada em uma espécie de “Poupatempo Ambiental”. A proposta é reunir em um mesmo espaço a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Cetesb, Polícia Ambiental, Instituto Florestal e a Patrulha Ambiental da Guarda Civil Municipal com a finalidade de garantir mais conforto e agilidade na prestação de serviços ? população.

A expectativa do prefeito João Cury é positiva em relação a liberação dos recursos. “O secretário Bruno Covas tem uma relação especial com Botucatu. É um querer bem que fica visível. Os olhos dele brilham quando fala das coisas de Botucatu. Eu e o vereador eleito Izaias temos uma relação muito boa com ele. O projeto que apresentamos é viável e desejável pelo governo do estado. Hoje a população de Botucatu e da região para se utilizar dos serviços ambientais não sabe nem onde ir. Isso causa prejuízo na prestação de serviço público”, disse Cury.

O projeto idealizado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente integra o programa “Ecobotucatu” e contempla ainda a construção de portaria, sanitários, lanchonete, complexo esportivo, anfiteatro e reforma das trilhas. “Vamos continuar buscando parceiros para viabilizar todas essas obras no mais curto espaço de tempo. A ideia é garantir o aproveitamento total da área de quase quatro alqueires do Parque Municipal para promoção de atividades de educação ambiental, esporte, lazer e cultura. O projeto é muito interessante”, frisa o prefeito.

Vereador Izaias Colino achou bastante produtiva a reunião com Covas. “O secretário se interessou muito pelo projeto e disse que vai se reunir com sua equipe técnica para analisá-lo e trabalhar pela liberação dos recursos e nos próximos dias poderá dar uma resposta ao município. Ficamos muito animados com a conversa e acreditamos que a perspectiva de conseguirmos o recurso é muito boa”, disse.

{n}Sobre o Parque{/n}

O Parque Municipal “Joaquim Amaral Amando de Barros” ocupa uma área aproximada de 10 hectares, no Jardim Paraíso, região Norte de Botucatu. O local proporciona benefícios para a comunidade como espaço para lazer e eventos, como programas periódicos de educação ambiental como o “Domingo no Parque”, melhoria do clima e conservação de recursos naturais.

A área de mata nativa preservada é de transição entre cerrado e mata atlântica e abriga diversas espécies vegetais, uma fauna rica em pássaros além de ser uma área de nascentes.