Vereador faz propositura contra fogos de artifício

Mais uma vez preocupado com as causas dos deficientes físicos, o vereador Carlos Trigo (PT) apresentou durante a última sessão ordinária da Câmara Municipal, quatro importantes requerimentos. Todos foram aprovados pela unanimidade dos vereadores. Os pedidos são pela construção de rampas de acesso nos novos conjuntos habitacionais recém inaugurados, a fiscalização de pontos comerciais que utilizam a calçada para exposição de produtos, a construção de uma praça e um pedido pela proibição da utilização de fogos de artifícios nos centros comerciais.

O pedido relacionado aos fogos de artifício é muito claro. O legislador apresentou o requerimento para buscar evitar qualquer tipo de acidente. “A ideia é coibir a utilização dos fogos apenas em locais com grande aglomeração de pessoas. Geralmente, para se chamar a atenção, são utilizados esses recursos, mas nunca se pensa que qualquer tipo de falha pode causar um acidente gravíssimo pela quantidade de pessoas que vai estar ao redor”, analisou o vereador, que encaminhou seu pedido ao secretário de Segurança e Direitos Humanos de Botucatu, Adjair de Campos.

Os temas relacionados aos deficientes nunca deixam a pauta do vereador. Sua preocupação foi com duas questões: os bairros novos e as calçadas ocupadas com objetos. A solicitação para os novos conjuntos habitacionais que estão sendo inaugurados em Botucatu é para que todas as esquinas e pontos de ônibus, sejam equipadas com rampas de acesso para cadeirantes. A questão envolvendo as calçadas diz respeito aos lojistas que se utilizam do espaço para exposição de seus produtos. O pedido é para que exista uma fiscalização nesse sentido, uma vez que tanto deficientes quanto qualquer outro munícipe acaba prejudicado nesses casos.

O pedido pela construção de uma praça veio por meio de requerimento endereçado ao Poder Executivo. A ideia do legislador é que seja utilizada uma área verde existente na Rua Hermínio Marco Calônego, na altura do numeral 09, no Jardim Panorama. O pedido é pela construção de bancos, arborização, calçamento e iluminação.