Unidade do Sesc sugerida em antiga garagem de trens

Buscando uma alternativa capaz de contemplar a cidade com uma unidade do Serviço Social do Comércio (Sesc),  o vereador Lelo Pagani (PT) elaborou um requerimento neste sentido, sendo o pedido aprovado pela unanimidade dos demais legisladores.

O documento, encaminhado ao presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo – Fecomércio, busca conquistar uma unidade do Sesc para Botucatu, favorecendo a região e contemplando assim o desejo de boa parcela da população. O local escolhido para a instalação da unidade seria nos prédios da antiga garagem de trens da estação ferroviária.

 Com atividades extremamente atrativas, o Sesc iniciou suas atividades na década de 40 e desde então, tem sua atuação em todo âmbito nacional, com atividades voltadas prioritariamente para o bem-estar social dos empregados e familiares ligados à Fecomércio, mas aberto à comunidade em geral, atuando nas áreas da educação, saúde, lazer, cultura e assistência.

 Para o vereador, trata-se de um projeto diferenciado. “São poucas as cidades contempladas com unidades do Sesc e o que se vê são inúmeros elogios a todas as atividades desenvolvidas nas unidades”, comenta. “Uma unidade em Botucatu seria a confirmação de um momento de desenvolvimento que a cidade vive e traria benefícios para os funcionários do comércio e também para a comunidade de uma maneira geral”, justifica Pagani.