Reunião debate situação de animais abandonados

A Câmara Municipal recebeu na noite da última terça-feira, um bom público que prestigiou e acompanhou de perto a primeira Reunião Pública organizada a pedido do vereador Lelo Pagani (PT) para debater o resgate de animais abandonados, feridos ou vitimas de maus-tratos em Botucatu. Cerca de 40 munícipes participaram do encontro, que contou também com a presença dos vereadores André Rogério Barbosa – Curumim (PSDB) e Ednei Carreira (PSB).

A mesa de debate foi composta pelos vereadores Lelo Pagani, Carreira e Curumim. Além deles também estavam o diretor do Departamento de Planejamento e Serviços de Saúde da Prefeitura, Rodrigo Iais da Silva, a representante da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Unesp, Alessandra Melchert, o médico veterinário da Vigilância Ambiental e Canil Municipal, Emerson Legatti e o inspetor ambiental da Guarda Civil Municipal, Carlos.

O ponto alto do encontro foram os apontamentos feitos por voluntários e protetores de animais presentes no encontro, que questionaram por diversos momentos, o serviço prestado pelo Canil Municipal, que por sua vez, sanou todas as dúvidas, apresentou números que comprovam sua atuação no município e ainda se comprometeu, por meio de seu representante, Emerson Legatti, a buscar respostas para determinados fatos apontados pelos participantes.

De acordo com o autor da reunião, o saldo foi bastante positivo. “O objetivo principal da nossa reunião foi alcançado, que era, além de discutirmos as questões do resgate, darmos um andamento na formalização do Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos dos Animais e conseguimos deixar a Reunião com o comprometimento por parte da secretaria de Saúde de que esse conselho será ativado em pouco tempo”, comentou. “O primeiro passo foi dado e daremos muitos outros até encontrarmos um ponto de equilíbrio nessa questão”, concluiu Pagani.