Parlamentar visa levantamento de famílias carentes

O vereador Reinaldo Mendonça Moreira – Reinaldinho (PR) apresentou cinco requerimentos de autoria própria, onde cobra benefícios para os munícipes, como a instalação de lixeiras na região central da cidade, redutores de velocidade, um pedido por uma caminhonete para a Defesa Civil e um mapeamento de famílias carentes residentes na região periférica da Cidade.

A preocupação com a limpeza pública da região central de Botucatu foi alvo de um dos requerimentos apresentados.  No pedido, o legislador quer que a Prefeitura estude a viabilização de melhorias na limpeza das principais vias do comércio. Na mesma solicitação vai uma observação para que o número de lixeiras públicas dessas mesmas vias seja ampliado. O pedido apresentado pelo redutor de velocidade é para os moradores do Jardim Reflorenda, mais especificamente para os que moram na Rua Benedita Zaponi Vieira, no trecho próximo ao cruzamento com a Rua José Ventrela.

Para a Defesa Civil do Município, o vereador espera conseguir junto ao deputado federal Milton Monti, um novo veículo. “Solicitamos ao deputado que por meio do Ministério de Integração Nacional, destine uma caminhonete cabine dupla para que a Defesa Civil tenha condições de intervir em grandes emergências, em pontos estratégicos onde, por vezes, o veículo que o serviço hoje possui, não consegue chegar”, explicou Reinaldo.

No último pedido, o legislador tocou em um importante ponto que são as condições de vida das famílias que residem nas regiões periféricas da Cidade. “Muitas famílias moram em casas construídas com pedaços de tábua, latas e papelão. Esses moradores trabalham e por vezes deixam crianças sozinhas nessas condições, expostas à inúmeros riscos, aliciamento para drogas entre outros riscos. A desigualdade social é muito grande”, comenta.

Ainda de acordo com Reinaldinho, existe a necessidade de se fazer um levantamento de todas as famílias que vivem nessas condições no Município. “O objetivo é termos todos esses dados em mãos para que seja possível desenvolvermos ações para oferecermos mais dignidade a esses munícipes. Seja construindo moradias, oferecendo qualificação profissional, construindo centros de educação, ou de qualquer outra maneira”, argumenta.