Comerciantes faturam na eleição com diferentes produtos

Fotos: Valéria Cuter

Como não podia deixar de ser, nas eleições municipais deste ano, os vendedores ambulantes vislumbraram a maneira de ganhar um dinheiro extra vendendo os mais variados tipos de produtos. Eles se instalaram nas proximidades da Praça da Catedral, onde o fluxo de pessoas foi acentuado durante todo o dia.

O sorvete foi um dos produtos mais consumidos e pelo menos cinco carrinhos, estavam espalhados pela praça. O interessante é que o vendedor Carlos Alberto Mello, deu uma declaração interessante. “A maioria pede um sorvete e não se preocupa como o sabor. Só querem aliviar o calor. A procura foi muito boa e eu consegui vender bem. Sacrifiquei o domingo, mas valeu ? pena”, disse.

O aposentado Marcos Farias podia ser visto de longe circulando por entre as pessoas vendendo algodão-doce, procurando chamar a atenção das crianças que estavam acompanhando os pais. “Não gosto de ficar parado. Por isso ao invés da criança vir até mim eu é que procuro chegar perto dela. É uma estratégia que dá certo, por isso não uso carrinho e carrego tudo na mão”, ensina.

José Carlos Vieira da Silva se especializou em vender seus balões multicoloridos com diferentes personagens, onde ocorre concentração de pessoas. “Pena que não posso participar de todos os eventos da Cidade, pois em alguns é necessário pagar uma taxa e não posso arriscar a investir o meu lucro. Os eventos públicos e liberados eu não perco”, ressalta.

Com a liberação da venda de bebida alcoólica durante a eleição pela Justiça Eleitoral, Geraldo Fusco, não perdeu tempo e pela manhã montou uma barraca para venda de cerveja. “Com esse calor nada melhor do que uma cervejinha gelada. Como está liberado armei a barraca para a venda. Só que as pessoas devem beber com moderação para não causar nenhum tipo de problema”, orientou.