Audiência debateu implementação de “Escola Legislativa”

Na noite desta quinta-feira, dia 22, ocorreu na Câmara Municipal, uma audiência pública com o intuito de debater sobre Escola Legislativa e sua importância para o município de Botucatu. A audiência foi realizada atendendo ao requerimento de n°513 de autoria dos vereadores João Elias (PDT), André Rogério Barbosa – Curumim (PSDB), Lelo Pagani (PT), Josey de Lara Carvalho (PR) e Valmir Reis (PPS), que julgaram ser o assunto merecedor de uma discussão junto a população.

A mesa de debates foi formada pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Ednei Carreira (PSD) e legisladores João Elias e Curumim e por Jeferson Campos e Fábio Moutinho Bueno, respectivamente, vereador e Coordenador da Escola Legislativa do município de Taubaté. Estiveram presentes, também, na audiência os vereadores Valmir Reis, Rose Ielo, Lelo Pagani e Reinaldo Mendonça Moreira – Reinaldinho (PR).

Vereador Carreira deu início a audiência e o vereador João Elias explicou as razões da realização da audiência pública agradecendo o público presente formado por membros da sociedade civil e alunos do Supletivo de Ensino Médio da Escola “Dr. Cardoso de Almeida” (Cardosinho), coordenado pelas professoras Theresa Toshika Kimura e Maria Isabel Donida.

Jeferson Campos e Fábio Moutinho explicaram aos presentes o funcionamento e objetivos de uma Escola Legislativa, bem como os benefícios oferecidos a servidores e população. “A Escola Legislativa é uma ação que oferece cursos a servidores e comunidade. É vinculada a Casa de Leis, porém com administração própria apartidária e sem interferência de vereadores. É uma organização com a função de formação e o desenvolvimento profissional de maneira continuada, fortalecendo as práticas de instituições democráticas”, declara Jeferson Campos.

Questões sobre possíveis custos e cursos oferecidos foram levantadas, bem como parceria com o Senado, conforme ocorre com a Escola Legislativa de Taubaté. Vereadores e população formularam questionamentos que foram respondidos pelos integrantes da mesa de debates.

De acordo com os vereadores a audiência teve resultado positivo. “A Audiência nos proporcionou conhecer o que é, de fato, uma Escola Legislativa e quais os desafios e benefícios que trará a população”, disse João Elias. “O nosso próximo passo será conversar com nossos colegas vereadores para ver a viabilidade de realizar um projeto que permita a implantação de este tipo de ação em nosso município. Foi realmente positiva esta reunião”, complementa Curumim.

Elias lembra que no início desta legislatura, juntamente com o vereador Curumim visitou a escola Legislativa de Taubaté com o objetivo de conhecer sua estrutura. “Por tudo o que vimos, acreditamos que ter uma Escola Legislativa em Botucatu seria de extremo benefício, mas não poderíamos deliberar sobre isso sem consultar a população, por isso, nós pedimos a realização da audiência pública. Todos os presentes tiveram o espírito de cidadania e comprometimento em participar desta audiência que, ao meu ver, foi muito produtiva”, conclui João Elias.