Audiência debate Plano Municipal de Saneamento Básico

A Câmara Municipal de Botucatu sediou Audiência Pública com o objetivo de apresentar e debater o Plano Municipal Integrado de Saneamento Básico da Cidade. O encontro foi realizado na manhã de segunda-feira (3), na sede do Legislativo local.

A Audiência foi presidida pelo vereador Dr. Bittar (PCdoB) e contou com a presença dos vereadores Lelo Pagani (PT), Malagutte (PSB), Reinaldinho (PR), Fontão (PSDB), Professor Gamito (PT) e Curumim (PSDB)

Empreenderam a apresentação do Plano de Saneamento Básico representantes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e da empresa Engecorps – contratada pelo Governo do Estado de São Paulo para elaboração do referido plano em 33 diferentes cidades. Também estavam presentes representantes de Organizações Não Governamentais (ONG) da área de Meio Ambiente e relacionadas ? participação política não partidária, além da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb).

Conforme a apresentação, o Plano Municipal Integrado de Saneamento Básico representa um panorama de investimentos necessários nas áreas de Abastecimento de Água, Esgotamento Sanitário, Drenagem e Manejo das Águas Pluviais Urbanas, e Limpeza Urbana e Manejo dos Resíduos Sólidos. As análises e os diagnósticos foram realizados com base em projeções sobre as necessidades do Município até 2040.

De acordo com o vereador Dr. Bittar (PCdoB), a partir da apresentação do Plano Municipal Integrado de Saneamento Básico, uma série ações serão realizadas. Entre essas medidas está a disponibilização do relatório completo no site da Câmara Municipal de Botucatu – que deve ocorrer ainda nesta semana –, além da realização de novas reuniões para debater eventuais alterações e complementações no Plano.

Para o parlamentar, não é hora de apressar o processo. “Trata-se da definição das ações ambientais em um período de 30 anos”, coloca. “Estamos, na verdade, discutindo a cidade que queremos para o futuro”, finaliza.

Foto: André Luis Lourenço