Henrique Arena entra na 7ª etapa do Rally dos Sertões

Esportes
Henrique Arena entra na 7ª etapa do Rally dos Sertões 16 agosto 2011

O piloto Leandro Torres e navegador botucatuense Henrique Arena cumprem etapa maratona, mas encararam situações crueis que marcaram a carreira destes dois competidores. Ele correm pela LTXL Rally Team que é patrocinada por Yachtbrasil, 4 Quatros Inteligência Educacional e BTG Pactual.

A 19ª edição do Rally dos Sertões, de fato, está se fazendo uma das mais difíceis da história. As especiais mais longas deste ano foram levantadas para a etapa maratona, na qual os veículos enfrentaram dois dias de disputas, sem poder contar com o apoio mecânico. Neste caso, poupar o equipamento durante essa fase foi a estratégia mais inteligente. Largaram nesta segunda-feira, 46 motos, 5 quadriciclos, 44 carros e 4 caminhões.

Diversos participantes não conseguiram terminar a 6ª etapa da 19ª edição do Rally dos Sertões, que aconteceu entre as cidades de Lizarda, TO, e Balsas, MA. Os veículos enfrentaram dois dias de disputas, sem poder contar com o apoio mecânico.

Neste caso, poupar o equipamento durante essa fase foi a estratégia mais inteligente, mas o piloto Leandro Torres e o navegador Henrique Arena levaram com valentia, a L200 Protom até o final do percurso de 436 quilômetros, que teve 428 quilômetros de especial (este foi o circuito mais cumprido do rali). Largaram nesta segunda-feira, 46 motos, 5 quadriciclos, 44 carros e 4 caminhões

Visivelmente exaustos, piloto e navegador disseram ter vivido um dos dias mais tensos de suas carreiras no off-road. “Como não tivemos o conserto das avarias ocorridas na etapa anterior, estávamos sem a partida elétrica e fizemos a picape pegar no tranco. Depois, no km 45 da especial, um carro estava atolado e esperamos duas horas para liberarem o caminho, e houve uma relargada. Porém, como não tínhamos a partida elétrica, deixamos a L200 Protom ligada e isso consumiu combustível”, contou Arena.

A dupla ainda parou para ajudar Hugo Rodrigues e Kaique Bentivoglio, que caíram em uma erosão e tiveram uma pane elétrica. “Nesta tentativa, nosso motor apagou. E para fazer voltar a funcionar? Nova luta, até finalmente ligarmos a caminhonete e tirar nossos companheiros do obstáculo”, diz Arena.

Na sequência, a dupla passou quatro concorrentes e começou a acelerar forte. Quando chegou ao setor de reabastecimento, a equipe de apoio não estava no local, resultado: pânico de sofrerem uma nova pane seca. “Dali em diante, não aceleramos mais para economizar. E completando, o veículo pegou fogo assim que paramos no boxe”, relatou Arena.

Mas, ainda com bastante energia para gastar, Torres e Arena têm um novo teste nesta segunda-feira (15): a 7ª etapa segue rumo a Barra do Corda, MA, que pela terceira vez receberá o evento. Esta será uma prova de 318 quilômetros, com 253 quilômetros de trecho cronometrado.

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
FREIRE MOTOS
Oferecimento

Veja também

Oferecimento
VISTORI
SHOPPING INSTITUCIONAL
INSTITUCIONAL ELO
EXAME TOXICOLOGICO