OUTRA VEZ, A SOLIDARIEDADE DA NOSSA GENTE FEZ TODA A DIFERENÇA!

 

Que momento desastroso, voltamos a enfrentar, no último final de semana, com a força da natureza que, mais uma vez castigou muitos dos nossos irmãos que, sequer tem uma moradia digna para alojar a sua família.

Estava eu, em frente à televisão exatamente no momento em que caia uma água danada aqui na cidade e, ao mesmo tempo, o “todo poderoso” Ex-Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva – aquele senhor que prometeu, aos quatro cantos deste “mundinho” bom pra se viver, que acabaria com a fome em nosso país; além de não acabar com a fome, ainda conseguiu, ao final dos seus intentos, deixar um saldo de doze milhões de brasileiros desempregados – fazia um “desabafo” (por sinal, um discurso ridículo e, o pior, repleto de um rancor desmedido) no final do velório da sua esposa Marisa Leticia da Silva. Que coisa horrível! Quanta baixaria! Esse senhor, que temos que dizer, “se acha”, porém, nunca “se encontra”, a meu ver, perdeu a oportunidade de se despedir da mãe dos seus filhos – aliás, uma senhora que não tinha nada a ver com as suas picaretagens – de maneira honrosa. Fiquei triste por ela, afinal, trata-se de uma mulher guerreira, que, lamentavelmente sofreu as consequências da ganância de um desses muitos políticos corruptos que temos ao nosso redor, que não titubeiam em envolver nas suas trapaças, tudo e todos.

Pois bem, não é disso que quero “falar” hoje. Quero mostrar aos meus leitores, mais uma ação benevolente acontecida no final da semana passada, aqui na terrinha, que juntou muitos braços num mesmo abraço.

Como disse no início da minha manifestação, choveu muito (muito mesmo) em todos os cantos do nosso município. Quis Deus, que a região de Rubião Junior, margeando os bairros do Jardim Santa Eliza e Riviera, fosse a mais castigada. Muitas “moradias” desses bairros acabaram “premiadas” com uma verdadeira inundação ofertada por esse fenômeno que não avisa quando se manifesta.

Choveu muito, vários “barracos” foram inundados, consequentemente, muitas famílias perderam o pouco que tinham; o desespero tomou conta de muita gente, afinal, a natureza não perdoa.

Agora vou estufar o peito de alegria para dizer que aqui nesta cidade abençoada, deparamo-nos, cotidianamente, com pessoas que carregam em seus corações o mais alto grau de generosidade. Aqui nesta hospitaleira e solidária Botucatu, quando um grito de SOCORRO é jogado ao ar, muitas pessoas se unem no mesmo objetivo que é o de AJUDAR A QUEM PRECISA!

Foi exatamente isso que aconteceu após esses tristes e lamentáveis fatos ocorridos no sábado que passou. Tão logo as chuvas se acalmaram, recebi uma ligação de um voluntário bastante graduado, que reside em Rubião Junior (meu amigo Izac de Almeida Miranda) dizendo que precisava urgentemente de colchões, roupas de cama, alimentos, enfim, de um “montão” de coisas, pois, uma senhora, mãe de vários filhos (todos ainda crianças), havia perdido tudo com a inundação. Mesmo não estando na cidade consegui juntar parte do nosso grupo e fazer a nossa parte. Algumas horas depois recebi a informação de que essas emergências haviam sido conquistadas através de doações.

Depois disso, outros problemas “caíram no nosso colo”, até porque o “barraco” onde residem, praticamente desabou com as fortes chuvas. De novo, o grupo de pessoas que acompanha o amigo Isac, conseguiu equacionar aquelas dificuldades. Acredite! Até as fraldas das crianças se perderam na enxurrada.

Enfim, “vida é vida”! Eu também entendo assim. Aliás, acho que a vida pra ser bem vivida, tem que, de um jeito ou de outro, estar envolvida em outra vida; e, nada melhor do que abraçar os irmãos, que, infelizmente são massacrados por essa brutal injustiça social que vem assolando o Brasil inteiro, para se VIVER BEM.

Soube também que no sofrido Distrito de Vitoriana, muita gente padeceu por conta das chuvas; no entanto, o pessoal da Defesa Civil, atualmente comandada pelo bom moço Marcos Vinicius Leite, lá esteve dando todo suporte necessário para as famílias se restabelecerem.

Parabéns grande companheiro Isac! Em seu nome quero cumprimentar todos os seus parceiros de grupo. Graças a Deus que, entre nós, existem pessoas como vocês. Meus cumprimentos também, a todos os integrantes da Defesa Civil do município.

Prazerosamente, nesta semana, envio uma carinhoso abraço a duas pessoas especiais, parceiros incondicionais e companheiros de causas, que completaram idade nova esta semana: meus amigos Mário Pardini, o nosso Prefeito Municipal (06/02) e Romildo Peres (07/02). Parabéns, queridos parceiros!

Finalizando este “conto”, com muita satisfação quero abraçar um irmão (Leonardo Moreira Isaias), da cidade do menino Maluquinho (Caratinga – MG), que não tenho dúvidas, logo, logo, virá engrandecer, ainda mais, a minha valiosa galeria de amigos. Buscando na internet, ter informações sobre o nosso município (a sua filha vai cursar Medicina na nossa FMB) ele se deparou com as minhas narrativas semanais. Glória! Esse digno cidadão mineiro se comunicou comigo pedindo mais detalhes sobre a nossa hospitaleira “morada”. Foi fácil demais “mostrar” como vivemos neste gigantesco paraíso chamado Botucatu.

Depois de tudo o que ouviu, com certeza, aquela preocupação angustiante que acompanha um pai ao ver sua filha ir buscar o seu horizonte longe de casa, deu lugar a muita tranqüilidade, afinal, além da sua beleza; da generosidade da sua gente; dos “bons ares” e das “boas escolas”, Botucatu ainda ostenta, há décadas, o título de cidade campeã do Estado de São Paulo, no quesito viver bem e com segurança.

 

Rubens de Almeida – Alemão

[email protected]