“… NOSSA SENHORA ME DÊ A MÃO, CUIDA DO MEU CORAÇÃO…”

Imagem internet

De um jeito bastante especial, “nóis” brasileiros celebramos, nesta quinta-feira (12 de outubro), o Dia da Padroeira do Brasil, uma data mais que especial, pois festejamos nada menos que os 300 anos do seu aparecimento no rio Paraíba do Sul. Mais uma vez, um trecho de uma das músicas mais bonitas (NOSSA SENHORA) que o Rei Roberto Carlos canta em todas as suas apresentações, por este Brasil afora: “… NOSSA SENHORA ME DÊ A MÃO, CUIDA DO MEU CORAÇÃO…” me servem de inspiração para que eu possa, em mais um ano, deixar a minha mensagem em  forma de carinho e gratidão a ELA.

Esse verdadeiro hino que presta uma maravilhosa homenagem à Nossa Protetora, Nossa Senhora Aparecida, com certeza, será cantado nos quatro cantos deste país, infelizmente, muito injusto com a sua gente, onde os nossos comandantes estão “atolados” até o pescoço em corrupções, porém, uma Nação formada por pessoas, que em momento algum, deixam de acreditar na religiosidade.

Caro leitor, a cada ano que passa a coisa fica mais “braba” pra todos “nóis”; ninguém entende ninguém, em todos os cantos deste Brasil que é uma maravilha em abundância de recursos naturais, e ainda, tem na sua gente a positiva referência no quesito SOLIDARIEDADE. Não fosse a CRENÇA que carregamos em nossos corações, tudo (tudo mesmo) estava muito mais difícil. Vejam bem, o desemprego (esse triste e doloroso castigo que segue aumentando dia após dia); a falta de cuidado com a Saúde, que continua agonizando por todos os lados e vitimando muita gente; a bandidagem que só cresce; nossos PROFESSORES, que poderiam ser a salvação, afinal o nosso amanhã depende (e muito) da educação oferecida às nossas crianças, estão totalmente desmotivados e, por fim, a falta de vergonha na cara de “cidadãos” medíocres que ficaram ricos às custas da roubalheira que promoveram quando ocuparam cargos altos em todas as esferas governamentais (e, o pior, ainda querem voltar) são algumas das razões que me levam a pensar que, para sairmos desse “atoleiro” em que fomos colocados, só mesmo com a força da Nossa Protetora. Somente ELA é que poderá nos oferecer esperança de dias melhores. A nossa fé deve ultrapassar todos os limites dessas dificuldades. Só assim para crer em dias melhores. Vamos em frente!

Nesta mesma data (12 de outubro) também festejamos o Dia das Crianças. Gratificante demais comemorar duas maravilhas no mesmo dia. Não é? Se Deus quiser, outra vez, estarei ao lado de todo o pessoal do Projeto “CRIANÇA FELIZ” , em especial da amiga Ondina Silvia Cotrin, aprontando muitas “artes” com a gurizada lá do sofrido Distrito de Vitoriana e obviamente, faremos de tudo para que essa tão importante data para as crianças, seja vivida com muita intensidade.

Com certeza, haverá muita pipoca, cachorro quente, algodão doce, sorvete, refrigerante e brinquedo a todas as crianças daquela localidade e, quando o relógio apontar meio dia, exatamente como sempre fazemos, há anos, interromperemos a festança e, de mãos dadas, cantaremos, como forma de homenagear a Nossa Padroeira essa bela e encantadora canção do Rei Roberto Carlos. Afinal, quem de nós um dia, num momento desesperador, daqueles em que tudo parece vir abaixo, não se ajoelhou e pediu ajuda a um ente supremo?

Enfim, com muita fé e esperança de que tenhamos, num curto espaço de tempo, um Brasil melhor e mais justo socialmente com os seus filhos, vamos curtir um dia muito mais que especial. Salve, salve a Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida!

Nada como arrebatar o coração e dirigir o pensamento às coisas que vêm do Alto para abraçar carinhosamente uma das figuras mais expressivas aqui da terrinha, que na tarde da última segunda-feira (09/10), deu uma AULA DE CIDADANIA aos convidados do evento que marcou a implantação do Código de Conduta do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu, realizado no Salão Nobre da Faculdade de Medicina: Doutor Eduardo José Daher Zacharias, Digno Promotor de Justiça do nosso Município.

Com carinho idêntico através de outros dois ilustres leitores dos meus “causos” aqui contados (a senhora Georjete Cury e o Veterinário dos bons, Doutor Paulinho Piquineli, meu amigo de tempos idos, lá na populosa Vila Antártica), abraço todos os vinte e sete leitores que “bateram palmas” para o meu artigo da semana passada: DEPOIS DE VÁRIOS ANOS, O NOSSO HOSPITAL DAS CLÍNICAS RECEBERÁ A ATENÇÃO QUE MERECE. Obrigado a todos, pelas palavras a mim dirigidas com tanto carinho.

Com as glórias DELA, NOSSA SENHORA APARECIDA, a minha eterna Protetora, abraço carinhosamente a minha outra metade, Rose de Almeida, aniversariante de ontem, quarta feira, 11 de outubro. Parabéns pelo aniversário, dona Rose!

 

 

Rubens de Almeida – Alemão

alemao.famesp@gmail.com