“… BANDEIRA BRANCA AMOR; NÃO POSSO MAIS…”!

Eta “nóis”! Mesmo vivendo num país atolado de lama “até o pescoço”, quase perdendo as forças de “amarmos uns aos outros”, eis que pintou uma grande chance de respirarmos aliviados e de esquecermos um pouco os muitos problemas que vem nos atormentando: A chegada do Carnaval.

Vivemos quatro dias de muita alegria, afinal o CARNAVAL traz em si uma mensagem de fé, paz e alegria. A antiga música carnavalesca da inesquecível cantora Dalva de Oliveira (BANDEIRA BRANCA) foi algo maravilhoso de se ouvir, num sentimento coletivo de “cair o queixo”. Por sinal, essa linda canção, além do seu ritmo “pra” lá de gostoso, de um jeito bastante carinhoso pede PAZ. Paz que estamos precisando em tudo e pra tudo.

Pois bem, com as graças de Deus e atendendo um convite de dois grandes “botucudos”, presidentes de dois tradicionais clubes sociais e esportivos aqui da terrinha – meus amigos Eduardo Rodrigues Torres e Jânio Gonçalves, presidentes do Botucatu Tênis Clube e Associação Atlética Botucatuense, respectivamente – ao lado da minha outra metade, Rose de Almeida e de um “punhado” de amigos especiais, entre os quais os empresários Samir Abdallah (demorou pra eu vê-lo “descansando”) e Rubens “Braw” Estanislau Tonini; o belo casal Vera Lúcia e Donizeti Manzini; alguns companheiros da nossa ASU (Djalma Santos Bovolenta o grande presidente e a tesoureira Claudia Suzana Camargo); o nosso Prefeito Mário Pardini e seu assessor Jurídico Junot de Lara Carvalho; e o Neurologista Doutor Alexandre Cesar Taborda, curti as maravilhas ofertadas pela excelente Banda KARISMA na já famosa e tão aguardada pelos foliões, SEXTA-FEIRA CARNAVALESCA, na noite da sexta-feira, 9 de fevereiro lá no BTC.

Nesta festança, com o salão do BTC todinho lotado, o meu particular amigo Miguelzinho Galvani, um verdadeiro artista na arte de animações, com uma “baita” participação dos meninos do conjunto botucatuense “DOCE DELÍRIO”, “só não fizeram chover”, como diz o dito popular. Foram quatro horas de muita agitação, em meio a muitas marchinhas, sambas enredos, axé, samba, além, é claro, de muito confete e serpentina, marcas registradas nas boas festas do Rei Momo. Evidentemente que também “rolaram” muitas (muitas mesmo) “redondinhas” a noite toda, afinal… .

No sábado e na segunda-feira, só mudou o palco desse belo “espetáculo” chamado CARNAVAL. O salão social da querida “veterana” da Avenida Dom Lúcio, a nossa sempre amada e adorada Associação Atlética Botucatuense, em comemoração aos seus cem anos de existência, acolheu outra banda botucatuense para agitar os foliões. Nada diferente, pois a qualidade da Banda ABR 3, que também dispensa comentários, simplesmente “arrebentou”. Aliás, tá passando da hora de “nóis”, dirigentes de clubes (me incluo nesse “time”), valorizarmos um pouquinho mais, os nossos patrimônios musicais. Tanto a Banda KARISMA, bem como a Banda ABR 3, por onde passam, deixam registrado, de maneira positiva, o nome de Botucatu, tal a qualidade dos shows que oferecem ao público.

Que festas maravilhosas!  Nas duas noites e nas duas matinês na AAB, empolgação total, tanto por parte dos associados, como dos convidados. Teve até “espaço” para “aquele abraço” que, infelizmente, está em extinção neste mundinho que não pertence a ninguém. Num dos intervalos do baile do sábado, o máximo mandatário da nossa querida “associação”, Jânio Gonçalves e seus diretores, muito especialmente o “dono” do social do clube da “Estrela Solitária” Dinho Herbst, prestaram uma linda homenagem ao Presidente do BTC Doutor Eduardo Rodrigues Torres, o Edu Torres e a “nóis” que prazerosamente estamos presidindo a Associação Atlética Ferroviária.

Um lindo troféu nos foi presenteado pela diretoria da AAB em homenagem ao Centenário do clube. Foi emocionante demais! Por sinal, uma cena que ganhou “retratos” de todos os tipos, exatamente como havia ocorrido na noite anterior, lá na festa do BTC, afinal, nos dias atuais não está nada fácil ver três presidentes (dos maiores patrimônios sociais da cidade), que até anos atrás eram rivais ferrenhos, abraçados para festejar uma brilhante promoção de um clube coirmão. Isso aconteceu! Que maravilha!

Confesso que para mim o CARNAVAL sempre foi algo muito especial, até porque sou do tempo do “me dá um gelinho ai”, “olha a cabeleira do Zezé”, “acorda Maria Bonita” e outras tantas preciosidades, porém, neste ano senti um prazer ainda maior. Graças ao bom Deus, depois de muitos anos em que prego a união dos clubes, na realização conjunta de grandes eventos populares (e o CARNAVAL é, sem dúvidas, um dos maiores) comecei a sonhar com a concretização deste meu intento. Já festejamos (os três representantes maiores dos clubes sociais aqui da terrinha) juntos por duas noites. O que será que podemos projetar para o ano que vem? Com certeza, pelo menos uma boa conversa entre esses dirigentes ocorrerá. Que haja um “papo” que traga mais e mais festejos a nossa gente, realizados conjuntamente, principalmente bailes carnavalescos.

Parabéns a todos que se esforçaram e conseguiram oferecer várias noites agradáveis àqueles que apreciam um belo baile de CARNAVAL

Por fim, parabéns à nossa gloriosa ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA BOTUCATUENSE, por festejar, um pouco antecipadamente e em meio a tanta energia positiva, o seu centenário.

 

Rubens de Almeida – Alemão

alemao.famesp@gmail.com

.