ARTESP diz em nota que vereadores não foram maltratados

Nesta segunda, 07, o Acontece Botucatu publicou que os vereadores Curumim e Izaias Colino (PSDB) foram até a sede da Concessionária Rodovias do Tietê protocolar documentos sobre a Serra de Botucatu e isenção de pedágio em César Neto. Na mesma notícia foi publicado que na última semana os mesmos vereadores foram até a sede da ARTESP.

Em entrevista ao Acontece Botucatu, o presidente da Câmara Municipal, André Rogério Barbosa, o Curumim, disse que tanto ele como Izaias Colino, não tiveram o tratamento que consideram adequado. “Estávamos lá levando uma reivindicação da cidade com esse problema da Serra, mas fomos tratados com frieza. Fomos atendidos pelo senhor Maurity de Oliveira Filho, assessor parlamentar da Artesp, que nos informou que nossa visita era inútil, que apenas teríamos a necessidade de reclamar pelo site”, se indignou Curumim. 

Após essa Matéria, a ARTESP – Agência de Transporte do Estado de São Paulo, disse que as declarações não seriam verdadeiras, motivo pelo qual fez questão da publicação de uma nota de esclarecimento. O Acontece publica na integra essa nota enviada pela assessoria de imprensa.

 

Ela diz o seguinte:

Em relação a reportagem "Vereadores vão até Concessionária pedir isenção de pedágio", a ARTESP – Agência de Transporte do Estado de São Paulo – reafirma serem inverídicas as declarações atribuídas ao vereador Curumin a respeito do atendimento recebido por ele e pelo vereador Izaias Colino durante visita à ARTESP na quinta-feira, dia 3. Não é verdade que o assessor parlamentar  Maurity de Oliveira Filho disse aos parlamentares de Botucatu que a visita era inútil e que poderiam ter apresentado suas reivindicações pelo site. Os parlamentares foram recebidos de forma cordial e respeitosa e tiveram suas demandas acolhidas e encaminhadas conforme as normas internas da ARTESP. 

 

ARTESP  –  Assessoria de Imprensa