Botucatu inaugura Poupatempo ambiental, nesta quinta (9)

POUPATEMPO AMBIENTAL  (2)A Prefeitura de Botucatu, em parceria com o Governo do Estado, inaugura na próxima quinta-feira (9), em cerimônia marcada para as 16 horas, o Poupatempo Ambiental. Será o primeiro equipamento público do gênero no País a reunir, em um só local, todos os órgãos que prestam serviços na área do Meio Ambiente, de forma regional. Além do prefeito João Cury Neto, é aguardada a presença da secretária estadual do Meio Ambiente, Patrícia Iglesias. A inauguração do Poupatempo Ambiental também faz parte de programação da Semana do Meio Ambiente 2016.

Localizado anexo ao Parque Municipal – “Joaquim Amaral Amando de Barros”, o prédio do Poupatempo Ambiental de Botucatu tem 650m². Ele foi construído seguindo padrões modernos de sustentabilidade tais como: ventilação e iluminação cruzada; luzes internas de LED; torneiras com controle de vazão; descargas sanitárias com acionamento duplo; caixa d’água de reuso para aproveitamento da água da chuva e ar condicionado; estacionamento com piso intertravados [drenante e antiderrapante]; e iluminação externa com lâmpadas LED acionadas por células fotovoltaicas, ou seja, com o Sol sendo a principal fonte de energia.

O Poupatempo Ambiental abriga a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e outros órgãos estaduais como a Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), Instituto Florestal, Fundação Florestal, CBRN (Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais) e CFA (Coordenadoria de Fiscalização Ambiental).

A obra contou com um investimento de quase R$ 2 milhões [R$ 1.300.000,00 do Estado e R$ 700.000,00 de contrapartida da Prefeitura]. Vale ressaltar que a construção do Poupatempo Ambiental foi viabilizada após Botucatu ter conquistado, em 2012, o Prêmio Município Verde-Azul, programa da Secretaria Estadual do Meio Ambiente no qual valoriza as cidades com melhor gestão ambiental. Este mesmo título foi dado a Botucatu novamente no ano de 2014.

Serviço

Secretaria de Meio Ambiente [Poupatempo Ambiental]

Rua Lourenço Carmelo, nº180 – Jardim Paraíso

Tel.: (14) 3882-1290

 

SOBRE OS ÓRGÃOS QUE COMPÕEM O POUPATEMPO AMBIENTAL

 Fundação Florestal

A Fundação para a Conservação e a Produção Florestal do Estado de São Paulo – Fundação Florestal, órgão vinculado à Secretaria de Meio Ambiente, contribui para a conservação, manejo e ampliação das florestas de proteção e produção do Estado de São Paulo.

Ela apoia, promove e executa ações integradas voltadas para a conservação ambiental, proteção da biodiversidade, desenvolvimento sustentável, recuperação de áreas degradadas e o reflorestamento de locais ambientalmente vulneráveis.

Atualmente, a Fundação Florestal é responsável pela gestão de 94 Unidades de Conservação de Proteção Integral e de Uso Sustentável. O escritório regional de Botucatu congrega gestores de quatro Áreas de Proteção Ambiental, unidades de conservação de uso sustentável de amplitude regional geridas por esta instituição. O território destas APAs abrange parcialmente 31 municípios.

Na unidade regional de Botucatu da Fundação Florestal fica também a coordenação do Programa das Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPN), outra categoria de Unidades de Conservação de grande importância ambiental para o Estado.

 

Coordenadoria de Fiscalização Ambiental – CFA

A CFA tem como objetivo principal coordenar as ações de fiscalização ambiental. Entre elas estão: propor normas e definir procedimentos para orientar as ações de fiscalização, a imposição de sanções e multas; apoiar tecnicamente as unidades de policiamento ambiental; elaborar laudos que possam subsidiar ações de licenciamento e fiscalização ambiental, entre outros.

 

Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb)

A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo – CETESB é a agência do Governo do Estado responsável pelo controle, fiscalização, monitoramento e licenciamento de atividades geradoras de poluição, com a preocupação fundamental de preservar e recuperar a qualidade das águas, do ar e do solo.

 

Além de Botucatu a Cetesb abrange regionalmente os seguintes municípios: Anhembi, Areiópolis, Bofete, Cesário Lange, Conchas, Laranjal Paulista, Pardinho, Pereiras, Porangaba, Pratânia, São Manuel e Torre de Pedra.

 

Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais (CBRN)

A Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais (CBRN) é o órgão da Secretaria do Meio Ambiente responsável por propor normas regulamentadoras da legislação ambiental, planejar, coordenar e executar projetos e ações relacionados ao uso sustentável e à conservação da biodiversidade e dos recursos naturais do Estado de São Paulo.

Com atuação em todo o Estado de São Paulo, a CBRN dispõe de uma estrutura com departamentos, centros e núcleos que atuam em temas específicos, e encontra-se representada em dez sedes regionais, além de contar com diversas parcerias para a execução de seus programas, projetos e ações. Suas atribuições estão regulamentadas pelo Decreto Estadual nº 57.933/2012. Elas se resumem à elaboração de análises, protocolos de documentações, vistorias, orientações técnicas e apoio às questões de manejo da fauna silvestre.

 

Secretaria Municipal de Meio Ambiente

A missão da Secretaria de Meio Ambiente é orientar tecnicamente a gestão municipal de Botucatu de modo que todas as atividades que envolvam intervenção no ambiente natural sejam bem planejadas.

Ela também busca promover a formação de consciência ecológica e a participação da sociedade em projetos e processos de decisão e de ação, que visem à melhora da qualidade de vida através da melhora da qualidade ambiental.

Entre suas atividades, trabalha no licenciamento de atividades/obras do Município; emite pareceres, laudos e manifestação técnica para licenciamento de fontes de poluição no Município; e coordena a gestão de resíduos sólidos, principalmente no contexto da logística reversa. Inclusive, a secretaria é ponto permanente para o descarte de lixo eletrônico.

(Ass. de Imprensa da Prefeitura)