UMA NOITE MEMORÁVEL RECHEADA DE MUITO SAUDOSISMO

Confesso que, com bastante antecedência e mesmo a contragosto, eu tinha esboçado o meu texto desta semana. Iria relatar meu repúdio a algumas “propostas” de campanha, que, determinados candidatos “caras de pau” apresentam, atrevidamente, no malfadado Horário Eleitoral Gratuito.

Entretanto, para meu contentamento, até porque nunca gostei de me “ocupar” com assuntos envolvendo política e politiqueiros, acabei, por força DELE, convidado para assistir a solenidade de entrega de uma das praças mais antigas da nossa querida Botucatu: a Praça Rubião Junior, agora, todinha remodelada.

Que beleza! Que “baita” troca! Não tenho dúvida nenhuma de que os meus seguidores semanais também gostaram dessa mudança de assunto. Como é bom ser abençoado por Deus ao longo do caminho por este mundinho repleto de injustiças!

Fantástica, aconchegante, simplesmente maravilhosa! Assim ficou a bela, encantadora e tão conhecida “Praça da Catedral”, que está próxima de completar 100 anos de existência.

Esse extraordinário espaço público, um dos mais nobres da cidade foi entregue à população botucatuense, na noite do domingo passado (28/09), totalmente revitalizado, inteiramente adequado dentro das normas da acessibilidade e, mais ainda, com toda a modernidade que o mundo da Internet nos oferece, com sinal wi-fi aberto. Tem até Totem Turístico instalado em pontos estratégicos dessa praça que ganhou um piso de primeira linha, facilitando consideravelmente o acesso de cadeirantes, gestantes e idosos – soubemos que teve um cidadão influente, aqui da terrinha, questionando a troca do piso anterior – uma iluminação que dispensa comentários e um conjunto de sanitários digno, com acesso, inclusive, para deficientes físicos.

Muita gente (das mais variadas camadas sociais e de diversas faixas etárias) lá esteve para coroar mais uma boa atitude do governo municipal. Aliás, este é mais um patrimônio popular (exatamente como diz o poeta Castro Alves: “… a praça é do povo…”.), que recebeu uma atenção especial dessa administração (João Cury e Professor Caldas) que, é bom dizer, vem transformando Botucatu nos últimos anos.

Com muita satisfação fui mais um dentre os muitos saudosistas que lá estiveram para matar saudades de um tempo que, infelizmente ficou na lembrança. Gostei (e muito) de tudo o que presenciei. Desde o lançamento dos peixes nos chafarizes, com participação maciça das crianças presentes; a exposição de lindos portais de fotos, por sinal, muito bem estampados ao público, até a amostragem de uma placa onde constam os nomes de todos os profissionais que deram a sua contribuição, dia após dia, no desenrolar das obras – uma bonita homenagem prestada pela Prefeitura a esses brilhantes trabalhadores – tudo foi registrado para a história.

Com certeza, vivemos uma noite memorável e recheada de muito saudosismo, aliás, quem de nós, “botucudos” da terceira idade, ou próximo dela, não “tremeu” ao ver, por exemplo, os chafarizes, as cascatas e a Ponte dos Amores esbanjando beleza como nos velhos tempos? Foi comovente demais!

Não menos emocionantes foram os pronunciamentos de algumas personalidades do município que, muito entusiasmados fizeram uso da palavra – entre elas, o historiador Professor João Carlos Figueiroa; Doutor Antonio Luiz Caldas Junior, nosso vice-prefeito; o prefeito Municipal João Cury Neto; Ednei Lázaro da Costa Carreira, Presidente do Poder Legislativo Botucatuense; além, é claro, do grande responsável pelas obras, o competente Secretário de Obras do Município, André Peres.

Todos, obviamente, que cada um ao seu estilo, teceram os maiores elogios ao trabalho desenvolvido pela municipalidade na recuperação e modernização desse precioso espaço de lazer e ainda tiveram o cuidado de enaltecer a beleza toda projetada para a Praça. De fato, tudo por lá ficou muito bonito e acolhedor.

Apesar de estarmos vivendo um momento “todinho dominado”, afinal faltam apenas dois dias para as eleições no país inteirinho, nenhum dos oradores “priorizou” o momento político e muito menos os “feitos” dos políticos; além do mais, entre uma e outra colocação, o nosso jovem alcaide chegou até a falar bem dos seus opositores na Câmara Municipal. Fiquei muito feliz ao ver meu grande amigo (componente de um partido de oposição ao governo municipal), vereador Carlos Trigo, ser elogiado publicamente. Você merece mais que isso, caro amigo Trigo!

Outro fato que também conseguiu “chacoalhar” o público foi a importante participação do Pastor Antemo Dellmo, da Igreja Assembléia de Deus de Botucatu e, principalmente, do carismático Padre Emerson Rogério Anizi, pároco da nossa Catedral Metropolitana de Sant’Anna. Essas duas figuras que, hierarquicamente estão mais próximos DELE, o nosso PAI, deram as bênçãos, não só àquele majestoso espaço, mas principalmente, aos seus frequentadores.

Querido Prefeito, neste mundo injusto em tudo, cuja “modernização” oferta espaços enormes apenas para apadrinhados do poder e dos poderosos, posso dizer que fiquei muitíssimo feliz e envaidecido, por ver algumas dezenas de profissionais públicos (a maioria deles bastante humildes) terem o seu nome lembrado para a eternidade. Aquela placa simplesmente “arrebentou”!

Parabéns pela grandeza do seu ato e, mais ainda, por continuar “fazendo a diferença” neste mundo incerto e passageiro, onde nada é de ninguém, entregando um empreendimento dessa grandeza à nossa gente.

Enfim, prezado leitor, devo confessar que senti um prazer imenso em ver a importância da força de uma união de pessoas, numa ação que visava, tão somente, premiar toda uma coletividade, ser coroada de um sucesso esplendoroso. De novo, faço minhas, as frequentes palavras ditas pelo amigo João Cury: “… o melhor de nós sozinho é pior do que todos nós juntos…”. Elas são mais do que verdadeiras querido irmão.

Já que o assunto é o bem estar da nossa gente, dedico todo o meu carinho desta semana à grandiosa equipe da Rádio Clube FM, em especial ao meu estimado companheiro e amigo Ferdinando César Lunardi. A nossa conceituada Rádio CLUBE FM completou, na última terça-feira (30/09), 25 anos de uma profícua existência. Parabéns queridos irmãos. Oportunamente passarei por aí para abraçar todos vocês.

Também de modo muitíssimo afetuoso, abraço o casal de amigos Neide e Vilson Christophano, dois leitores assíduos das minhas escritas semanais, com os quais “troco muitas figurinhas”, quase todos os finais de semana, lá no concorrido e “pra” lá de acolhedor Bairro da Mina.

 

Rubens de Almeida – Alemão

alemao.famesp@gmail.com