TEATRO MUNICIPAL APRESENTOU A MAGIA DA DANÇA COM A MOSTRA “ENCANTOS DE LUZ”

O Teatro Municipal “Camilo Fernandez Dinucci” foi palco de um evento grandioso realizado pela professora de dança do ventre, Sonia Regina Augusto (Sonia Suhayla), nas noites de sábado e domingo, 31 de agosto e 1º de setembro: a festa “ENCANTOS DE LUZ.

Um número bastante expressivo de admiradores dessa modalidade de dança, que ganha cada vez mais adeptos em nossa cidade, tomou quase por completo os assentos da elegantíssima “casa de espetáculos” do povo botucatuense.

Foram duas noites memoráveis marcadas por encantamento e talento de sobra dos artistas deste “mundo mágico da dança”, em suas diversas vertentes, inclusive de salão, que conquistaram, certamente, ainda mais apreciadores dentre o público presente.

Evidentemente que o crescimento do interesse pela dança do ventre em nossa cidade (a maior prova disso, são os eventos frequentemente realizados no município), deve-se ? dedicação de muita gente que se desdobra para valorizar a cultura oriental, a beleza de sua dança e os benefícios de sua prática – que faz a diferença em países do Velho Continente – muito particularmente, na obtenção de mais saúde e aumento na qualidade de vida; e, sob este ponto de vista, a Professora Sonia Suhayla, sem sombra de dúvidas, é uma das maiores fomentadoras e responsáveis por esse brilhante avanço.

Exemplo disso é que, além de ministrar aulas na Associação Atlética Ferroviária, ela levou a forte admiração que nutre pela tradicional dança árabe mais além. Juntamente com dois profissionais do Hospital das Clínicas (o médico, professor José Ricardo Paciência Rodrigues e a fisioterapeuta Samira Rosalem) e, principalmente, contando com apoio irrestrito de toda a diretoria da Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar (Famesp), muito especialmente do seu Diretor Presidente Doutor Pasqual Barretti, criou um programa no Núcleo Assistencial “Professor Doutor Pasqual Barretti”, para que vítimas do câncer de mama pudessem recuperar a auto-estima após a mastectomia (retirada da mama), aprender a valorizar a sensualidade e a explorar todas as possibilidades do corpo e da mente, através da prática da dança do ventre. Que maravilha!

A festa foi “pra” lá de maravilhosa. Lá se apresentaram centenas de alunas da AAF – Associação Atlética Ferroviária; ATFPMB – Associação dos Trabalhadores e Funcionários Públicos Municipais de Botucatu; Academia Forma e do Núcleo Assistencial “Professor Pasqual Barretti”, além, é claro, de muitos mestres dançarinos com suas respectivas alunas, entre eles, os professores Ari e Nil Silva e a professora Raquel Moraes.

Pena que não pude presenciar o evento no sábado, mas soube que tudo transcorreu num nível de elegância e charme inimagináveis. Já no domingo posso assegurar que a grande platéia que por lá esteve, voltou para casa plena por assistir a arte nesse quesito e muito feliz.

Com muita alegria participei dessa maiúscula solenidade festiva. Não só estive presente, como pude, durante a bonita homenagem que recebi, dizer o quanto é valioso poder apoiar iniciativas desse porte e, mais ainda, o quanto é prazeroso ser “padrinho” de um projeto dessa magnitude. Confesso que naquele momento o meu coração pulsou com frequência mais elevada do que o normal. Imagino o que o amigo Doutor José Ricardo passou, quando também foi “intimado” pela organização da festa para tomar parte no palco ao lado de suas pacientes dançarinas. Momentos como esse é que valem a dedicação de uma vida.

Como nada acontece isoladamente, ainda naquele momento da solenidade vivi outra grata satisfação: fui chamado para subir ao palco, ao lado de uma figura bastante especial (homenageada com muita justiça) a minha colega de trabalho Samira Rosalem. A amiga Samira é responsável por todo o trabalho fisioterápico oferecido ? s pacientes do projeto “MULHER FELIZ”.

Enfim, mais uma vez a nossa gente foi premiada com a realização dessa mostra de dança. O nosso Teatro Municipal que já está acostumado a acolher grandes promoções, de novo, abriu suas portas para uma festa que contagiou todos os seus convidados. Sem medo de errar posso assegurar que o público presente curtiu duas noites muitíssimas especiais, esbanjando alegria, descontração, paz, harmonia e um astral de causar inveja.

Parabéns, querida amiga Sonia Regina Augusto por todo empenho dispensado em mostrar ao povo botucatuense o valor da dança do ventre e também, por estar ? frente de um programa de saúde que visa, unicamente, o bem estar da mulher “Mimosa Flor”.

Endereço o meu fraternal abraço desta semana a um colega aposentado da UNESP, com quem, por muitos anos, trabalhei na nossa saudosa FCMBB – Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas de Botucatu: meu amigo e leitor frequente dos meus “causos” semanais, Antonio Carlos Giacobino.

Também, de maneira bastante carinhosa abraço outra leitora assídua da minha coluna, aliás, uma grande amiga de toda a minha família: a sempre simpática e sorridente Maria Elisa Ferraz de Arruda Veiga, a queridíssima Iza.

Rubens de Almeida – Alemão
alemao.famesp@gmail.com