Bonitas homenagens que já viraram rotina no 12º BPMI

PM_logoO 12º Batalhão do Policiamento do Interior recepcionou, na manhã da quinta-feira que passou (21/07), em sua sede, o Comandante do CPI 7, Coronel Antonio Valdir Gonçalves Filho, que veio a Botucatu para uma cerimônia de RECONHECIMENTO que já virou rotina dentro da Corporação da Polícia Militar: a entrega da honraria ao Policial destaque do mês e de Láureas de Mérito Pessoal aos policiais que também tiveram desempenhos brilhantes.

Na oportunidade o ilustre comandante do 12º BPM I, Tenente Coronel PM Jorge Duarte Miguel, juntamente com inúmeras autoridades civis e militares (Doutor Antonio Soares da Costa Neto, Delegado Seccional de Polícia; Doutores Lourenço Talamonte e Adjair de Campos, Delegado Assistente da Seccional e Secretário de Segurança do Município, respectivamente; Clóvis de Almeida Martins, Presidente do CONSEG; Domingos Chávari Neto, Presidente da Associação dos Sub-Tenentes e Sargentos; Raquel Ribeiro, Presidente da Associação dos Cabos e Soldados, entre outros), além dos comandantes, Capitão PM Alexander Cagliari (1ª Cia); Capitão PM Kleber Batista de Oliveira (2ª Cia); Capitão PM Marcelo Ricardo da Silva (3ª Cia); Major PM Aleksander Doaldo Lacerda, Sub-Comandante do 53º BPM I; Major PM José Semensati Junior, Sub-Comandante do 12º BPMI e, principalmente, a do digno Coronel Antonio Valdir do CPI 7, e de muitos convidados, prestaram uma bonita homenagem a nada menos que 13 policiais que fizeram toda a diferença no exercício de suas funções, em especial, o Sd PM Guilherme Gonçalves Netto, policial destaque (do mês de maio) e o Cb PM Rodrigo Melo Moreno (do mês de junho).

Foi tudo digno de registro, porém, as homenagens ficaram ainda mais belas quando onze policiais receberam a “LÁUREA DO MÉRITO PESSOAL”. Todos os momentos foram emocionantes, sobretudo porque, muitos familiares dos homenageados (inclusive dos maiorais, o POLICIAL DO MÊS) estavam presentes. É muito prazeroso saber que ainda existem pessoas que fazem de tudo para cumprir, com dedicação e dignidade, tudo o que o dever de profissional lhes incumbe.

Foram condecorados os seguintes policiais: Láurea de Mérito Pessoal 5º Grau, CB PM João Roberto de Oliveira Gomes, SD PM Rafael Bergamini e SD PM Marcelo Alcântara da Silva; 4º Grau, SD PM Evadson de Barros Carolino; 3º Grau, 1º Sarg PM Reginaldo César do Nascimento e SD PM Maicon Henrique Vitti; 2º Grau, 1º Tte PM Newton de Campos, CB PM Márcio Barboza dos Santos, SD PM Marcelo Doriguel e SD PM Eduardo Aparecido Dias e, por fim, medalha de 5º Grau, CB PM Vagner Custódio de Lima. Parabéns a todos!

Exatamente como ocorre em todas as solenidades deste porte, a palavra foi aberta às autoridades presentes. Claro que todos aproveitaram o momento para parabenizar os homenageados e, ao mesmo tempo, enaltecer a postura que a PM vem tendo com os seus policiais desde o ano de 2001, quando instituiu esta premiação dentro da corporação; no entanto, o grande comandante do 12º BPM I Tenente Coronel Jorge Duarte Miguel foi um pouco mais além na sua manifestação. Com seu jeitão interiorano o “home” que, discretamente chegou para comandar o nosso Batalhão e num curtíssimo espaço de tempo ganhou a simpatia dos seus comandados e de uma legião imensa de botucatuenses (me incluo nesse “time”) de todas as camadas sociais da terrinha, com naturalidade abriu o coração.

O orador fez questão de falar sobre um “montão” de coisas; até da sua aposentadoria que está vindo por aí. Falou do tradicional “Encontro de Violeiros”, evento festivo que há oito anos se realiza em nossa cidade com a parceria de muitas instituições, como a nossa gloriosa Associação Atlética Botucatuense; da brilhante iniciativa do amigo Clóvis, Presidente do CONSEG que visa coibir o consumo (por quem quer que seja) de bebidas alcoólicas em público; anunciou em primeira mão a realização de um evento marcante para a nossa gente (a inauguração da nova sede da 1ª Companhia, nas imediações da linda e aconchegante “Fazenda Lageado”, em que soube através das suas palavras, foi uma luta constante do Capitão Cagliari, do Major Semensati e do Prefeito Municipal João Cury Neto); anunciou cheio de orgulho, a notícia que será dada à nossa gente no dia 18 de agosto próximo, lá no Teatro Municipal: pela nona vez consecutiva Botucatu foi considerada a cidade, com mais de 125 mil habitantes, mais segura para se viver. ETA “NÓIS”!

Segundo ele, isso ocorre, ano após ano, graças à sólida parceria selada entre as Polícias Civil e Militar e a nossa Guarda Municipal. O respeitável comandante contou algumas “coisas” da Polícia que a nossa gente não vê e nem imagina saber, tal a sujeira que a envolve; inclusive agradeceu o Delegado Seccional Doutor Toninho Marvadeza, por tê-lo acompanhado nas esferas superiores onde teve que se defender de acusações infundadas contra ele e, ao final, o sanfoneiro mais famoso da região, de um jeito bastante emocionado e com grande orgulho confessou ter ligado aos homenageados que detiveram dois bandidos de altíssima periculosidade, no Sub-Distrito de Juquiratiba, que haviam projetado um assalto a banco na região e que estavam fortemente armados, sem disparar um único tiro, momentos depois da ocorrência. Que “baita” demonstração de comprometimento!

Enfim, minha gente, salve, salve aqueles que têm o seu salário vindo do bolso dos contribuintes e fazem por merecê-lo. É gratificante e “pra” lá de especial, como trabalhador público deste Brasil repleto de larápios que só sugam o seu povo, saber que uma instituição pública tem o controle de tudo e, o mais importante, valoriza os seus profissionais.

Parabéns, Polícia Militar do Estado de São Paulo pelo valoroso gesto de RECONHECER OS SEUS TRABALHADORES! Quisera um dia eu presenciar um ato de valorização desta grandeza dentro da UNESP, principalmente envolvendo um dos meus muitos amigos que há anos, no nosso Hospital de Clínicas, ajudam a SALVAR VIDAS!

Meu fraternal abraço desta semana vai ao encontro de três figuras maiúsculas da minha vistosa galeria de amigos que completaram mais um ano de idade, no último dia 25 passado, são eles: Jairo Luiz de Andrade, eterno vereador da populosa Vila Maria; o presidente dos presidentes na nossa querida Associação Atlética Ferroviária João Francisco Chávari e o meu mais modesto de todos os leitores dos meus “contos” semanais, Marcio Alves Marcelino, o menino de Rubião Junior que sabe tudo de construção civil.

Infelizmente, de novo, com o coração pulsando mais fraco, presto a minha mais carinhosa homenagem ao grande mestre da Ética Médica e da Medicina Legal do Brasil que, na semana passada nos deixou para ir morar no céu: meu já saudoso amigo Professor Doutor Marco Segre, o “avião” da Medicina Legal e do Trabalho do país. Descanse em paz querido mestre! Dias desses, com certeza, voltaremos a nos encontrar!

Rubens de Almeida – Alemão

alemao.famesp@gmail.com