TUDO SOBRE A BIBLIA Nº51

Shalom Adonai! (A Paz do Senhor!)

E' uma noite de raro frescor em uma cidade que costumeiramente é agraciada com o calor deum sol fulgurante onde zéfiro sopra de tempos nem tempos trazendo um refrigério suave e o carro de Apolo vive cortando a viração do dia. O Sol é uma estrela de 5ªgrandeza, tem seu fim traçado como toda criação de Deus nesse mundo material. Somos parecidos com o Sol; finitos e imperfeitos; já Deus é o oposto, ou seja, infinito e perfeito. Na perfeição do Criador encontra-se seu imenso amor que começou a ser manifesto já na sua obra criativa. Mas partamos agora para o nosso texto de Gênesis capítulo 2 e verso de número 14, que diz: “O terceiro, que corre pelo lado leste da Assíria, é o Tigre. E o quarto rio é o Eufrates.” [Bíblia do Ministro – NVI] Temos ai a sequencia terminal dos braços do rio principal. Um rio se dividindo em quatro; Deus criando a humanidade como coroa da sua criação. Não estamos fazendo numerologia bíblica ou diabólica; mas sim, nos maravilhando comacriaçãoprimáriadeDeus. Notemos a semelhança: de um rio criado saem quatro braços e do pó da terra vermelha Deus forma o ser humano; homem e mulher. O terceiro rio é o Tigre, também chamado de Tigris. É nascido na Turquia. Já o quarto rio o Eufrates é também nascido na Turquia. Isso parece algo cômico ou estranho; o terceiro e o quarto saírem da mesma terra. O Tigris e o Eufrates fazem parte do famoso crescente fértil da antiguidade. Ali foi o berço da nossa humanidade. Umrio e quatro braços regaram a região do Éden onde suas águas tornaram uma terra rochosa em uma terra boa para o plantio; possivelmente uma terra vermelha boa para plantação. Hoje estamos no verão com uma estiagem que a muitos anos não se via; assim Deus tem forçado a população a valorizar a sua criação e a natureza. A água é algo que está se tornando produto raro em nossas comunidades. A chuva que antes ninguém ligava e até reclamava que atrapalhava para sair de casa em algum compromisso;ou quando éramos crianças, ficávamos torcendo para chover bastante a fim de não precisarmos ir à escola. É atualmente uma preciosidade que agradecemos a Deus. Água chama água; rio chama chuva, chuva enche o rio; nosso planeta é formado em sua maior parte por água e nosso corpo da mesma forma. Sei que parece uma analogia simplória demais e até algo meio infantil; mas é com essa linguagem que a Bíblica comunica o registro criativo do Gênesis. A literalidade e simplicidade chegam a tal ponto que muitos pesquisadores e até especialistas em Bíblia; ficam produzindo complexos estudos eruditos de uma difícil leitura e entendimento; tornando o texto sagrado o oposto do seu objetivo (apenas comunicar os registros inspirados por Deus para conhecimento e orientação da humanidade possibilitando sua entrada ao Céu). Bereshit (hebraico), gênesis (grego), gênese (português); nos aludem a criação e geração da vida  não importando as esferas.

 

Pastor Murilo Mendes Maciel; Th B, Cpl, Th M

COMOESPO nº1348 /CGADB nº74041

pr.murilomaciel@gmail.com