PROTOCOLO PARA USO DE MÁSCARAS CASEIRAS EM TECIDO

PROTOCOLO PARA USO DE MÁSCARAS CASEIRAS EM TECIDO

Considerando as informações da Nota Informativa nº 3/2020 do Ministério da Saúde de 02/04/2020 (acesso em: https://www.saude.gov.br/images/pdf/2020/April/04/1586014047102-NotaInformativa.pdf), diante do cenário da pandemia pelo novo coronavírus e pela COVID-19 (doença causada pelo novo coronavírus) e escassez de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), cujo uso deve ser priorizado para profissionais de Saúde, as máscaras caseiras produzidas em tecido podem servir como barreira física à disseminação do vírus (impedem a disseminação de gotículas expelidas do nariz ou da boca do usuário no ambiente) e ser um recurso adicional para reduzir a transmissão.

É importante ressaltar que o uso das máscaras caseiras é mais uma intervenção que deve ser implementada junto às medidas básicas recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pelo Ministério da Saúde  para evitar a circulação do vírus:

  • Lavagem ou higienização das mãos: lavar com água e sabão ou higienizar com álcool em gel a 70% todas as superfícies das mãos, frequentemente por 20 a 30 segundos; – Proteção de Mucosas: Evitar tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas ou higienizadas;
  • Isolamento domiciliar e distanciamento social: manter a restrição de contatos com pessoas e ambientes externos (ficar em casa), evitar contato próximo mantendo distância de pelo menos 1 metro de outras pessoas que estiverem espirrando ou tossindo, evitar aglomerações;
  • Etiqueta respiratória: cobrir a boca e o nariz com o antebraço ou lenço descartável quando tossir ou espirrar;
  • Cuidado com o ambiente: manter ambientes bem ventilados, evitar compartilhamento de objetos de uso pessoal (talheres, pratos, copos ou garrafas), limpar objetos e superfícies (cadeiras, mesas, telefones, teclados, chaves, maçanetas, entre outros) regularmente com desinfetantes comuns.

COMO DEVE SER A MÁSCARA CASEIRA EM TECIDO

A máscara caseira deve:

  • Ter pelo menos duas camadas de tecido em bom estado de conservação, que possa assegurar boa capacidade para filtragem de partículas virais (preferencialmente tecido de saco de aspirador, cotton composto de poliéster 55% e algodão 45%, algodão 100% algodão ou fronhas em tecido antimicrobiano;
  • Ser bem desenhadas (nas medidas e formato corretos) para adequada adaptação ao rosto, sem deixar espaços nas laterais;
  • Cobrir totalmente boca e nariz;
  • Ser de uso INDIVIDUAL: não deve ser compartilhada com outras pessoas, mesmo que sejam da família e depois de higienizada;

QUANDO UTILIZAR A MÁSCARA CASEIRA EM TECIDO

Sempre que compartilhar ambientes externos com pessoas que não moram na mesma casa (salas de trabalho ou aula, transporte público, mercados, padarias, farmácias, feiras livres, carros, bancos, entre outros).

QUANTIDADE DE MÁSCARAS NECESSÁRIA POR PESSOA

Cada máscara pode ser utilizada por até 02 (duas) horas; depois desse tempo será necessário trocar. Caso fique úmida antes de 2 horas de uso, também deverá ser trocada. Considerando essas orientações, a quantidade recomendada para cada pessoa é:

  • Quem estiver em contato diário com pessoas em ambientes externos em período integral de trabalho ou estudo (8 horas) precisará de pelo menos 04 (quatro) máscaras em tecido para troca a cada 2 horas de uso;
  • Quem se locomover por meio de transporte público, precisará de 02 (duas) máscaras adicionais (uma para o deslocamento entre seu local de residência e chegada à Unidade e outra para o retorno até residência);
  • Quem voltar para casa no horário de almoço, precisará de 01 (uma) máscara adicional;

IMPORTANTE:

  • Quem se deslocar em veículo próprio de uso privativo da família, não precisa utilizar a máscara dentro do carro durante o deslocamento.
  • Quem dividir o veículo com outras pessoas que não sejam do convívio familiar (carona), todos devem utilizar a máscara facial durante todo o deslocamento.

COMO COLOCAR E RETIRAR A MÁSCARA

  • Lavar as mãos com água e sabão antes de colocar a máscara;
  • Colocar a máscara amarrando os cordões atrás da cabeça e da nuca ou prendendo o elástico atrás das orelhas, evitando tocar na parte de dentro ou na frente da máscara ou cruzar as tiras ou o elástico (neste caso, a máscara não ficará bem ajustada ao rosto);
  • Ajustar a máscara cobrindo totalmente o queixo e o nariz;
  • Evitar tocar na máscara ou falar constantemente depois de colocada, pois pode contaminar ou umedecer (deverá ser trocada se estiver úmida);
  • Antes de retirar, lavar as mãos com água e sabão, tocando a máscara somente pelo elástico ou cordões, evitando tocar na parte da frente ou dentro da máscara.
  • Após retirar, lavar novamente as mãos com água e sabão ou higienizar álcool em gel a 70%.

IMPORTANTE:

  • Quem utilizar transporte público deve retirar a máscara utilizada durante o deslocamento logo ao chegar em seu ambiente de trabalho ou estudo e colocar uma máscara limpa, seguindo os cuidados para colocação.
  • Colocar as máscaras usadas durante o transporte público em uma sacola plástica, abrindo somente quando for higienizar

COMO HIGIENIZAR AS MÁSCARAS

  • Retirar as máscaras usadas durante o período de trabalho ou estudo da sacola plástica e a que foi utilizada durante o deslocamento para local de residência;
  • Colocar imersas por trinta (30) minutos em solução desinfetante: – 10 ml de água sanitária para 500 ml (1/2) litro de água potável (é o mesmo que 1 parte de água sanitária para 50 partes de água potável)
  • Após deixar de molho por trinta (30) minutos, enxaguar abundantemente em água potável;
  • Lavar com água e sabão após o enxague;
  • Colocar para secar preferencialmente ao sol e, se possível, em local de pouca circulação;
  • Passar com ferro elétrico bem quente antes de utilizar novamente.

IMPORTANTE O uso de máscaras de tecido não está indicado para profissionais durante a assistência de saúde.

Fontes:

  1. BRASIL. Ministério da Saúde. Nota Informativa Nº 3/2020. Brasília, DF, 2020. 03p.
  2. WORLD HEALTH ORGANIZATION. Coronavirus disease (COVID-19) advice for the public. Disponível em https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/advice-forpublic. Acesso em 07 de abril de 2020.
  3. BRASIL. Ministério da Saúde. Coronavírus. Disponível em https://coronavirus.saude.gov.br/. Acesso em 07 de abril de 2020.
  4. BRASIL. Ministério da Saúde. Cartilha Vamos nos proteger. Disponìvel em https://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2020/April/06/Cartilha-CoronaVamosNosProgeterv10-0504-compactado-2.pdf. Acesso em 07 de abril de 2020.

Responsáveis:
Enfª Aline da Silveira Ramos Trevisan
Enfª Fernanda Sotrate da Silva
Enfª Márcia Mariano Araújo Kröger
Enfª Nádia Cecília Castilho Dini
Enfª Renata de Campos Ricci
Enfª Thalita Rufino da Silva Sitis