Conscientização sobre saúde do homem é o foco da campanha Novembro Azul

Após o término do Outubro Rosa, mês dedicado às ações de conscientização e prevenção contra o câncer de mama; a saúde do homem, a prevenção e a detecção precoce do câncer de próstata são os assuntos da vez do Novembro Azul.

O movimento surgiu em 1999 na Austrália, e ficou conhecido primeiramente como Movember (tendo, como referência, o termo “mustache”, que significa bigode em inglês). Por isso, o símbolo do Novembro Azul, celebrado no Brasil há cerca de cinco anos, é o bigode.

O mês de novembro foi escolhido para aproveitar a lembrança do próximo dia 17, o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, o segundo tipo mais encontrado no homem depois do câncer de pele não melanoma.

Em 2018, cerca de 70 mil novos casos de câncer de próstata foram detectados no Brasil. A cada 36 minutos, morre um homem vítima deste tipo de câncer no nosso país. De acordo com o médico urologista do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) e chefe do Departamento de Urologia da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB) Dr. João Luiz Amaro, essa doença pode levar a óbito na fase produtiva do homem, e tem que ser vista com muito cuidado.

“Existem três fatores que predispõem a manifestação do câncer: indivíduos de raça negra, hereditariedade e obesidade. Tudo o que faz bem ao coração também beneficia a próstata: quando o indivíduo se alimenta bem, faz exercícios, não fuma e tem uma vida saudável, contribui para a prevenção não só do câncer, mas de outras doenças da próstata, como as hiperplasias benignas, por exemplo”, explica Dr. Amaro.

Todos os homens, dos 50 aos 70 anos de idade, precisam fazer o exame de PSA, conhecido como Antígeno Prostático Específico e o toque retal. Os indivíduos que possuem um dos fatores de risco devem realizar estes procedimentos a partir dos 45 anos.

Novembro Azul no HCFMB

Com o intuito de conscientizar o homem sobre a sua saúde, o HCFMB e o Departamento de Urologia da FMB, com o apoio da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), promoveram, de 1 a 8 de novembro, uma campanha de diagnóstico precoce do câncer de próstata para os funcionários com idade igual ou superior a 50 anos.

A campanha foi organizada pela Gerência de Enfermagem, pelo Ambulatório de Funcionários, pelo Núcleo de Capacitação e Desenvolvimento de Recursos Humanos (NUCADE-RH) e pelo Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT).

Inspirado no lema “Seja Herói da sua Saúde, Cuide-se!”, da campanha Novembro Azul deste ano, promovida pela SBU, Dr. Amaro incentiva os homens a realizarem os exames periódicos e a terem uma melhor qualidade de vida. “O câncer de próstata, quando detectado precocemente, tem 90% de possibilidade de cura. Porém, quando os sintomas começam (sangramento no esperma e na urina, dificuldade e ardor para urinar, dor óssea), é sinal de que a doença está avançada, comprometendo a vida do paciente”, finaliza.