Com capacidade de UTI para Covid-19 esgotada, Bauru cogita enviar pacientes para Botucatu

Hospital Estadual de Bauru com capacidade esgotada; Prefeito cogitar mandar pacientes para Botucatu e cidades da região

Foto Famesp

O Prefeito de Bauru, Clodoaldo Gazzetta, cogita enviar pacientes de Bauru para Botucatu e outras cidades da região DRS6, regional de Saúde. A informação foi publicada na manhã desta sexta-feira, 05, em reportagem do site Jcnet.

Diferente de Botucatu, Bauru está colapsada quando o assunto são os leitos de UTI disponíveis para covid-19. Segundo publicou o Jcnet, pelo segundo dia seguido os leitos para Covid-19 no Hospital Estadual (HE) de Bauru seguiram lotados.

Nesta quinta-feira, 04, a enfermaria atingiu 100% de ocupação (inclusive com readaptações que permitiram até mesmo a internação de três pacientes além dos 31 leitos disponíveis da ala) e a UTI chegou a 96% (28 pessoas nas 29 vagas disponíveis).

A situação fez com que o governo estadual se manifestasse e tanto o prefeito Gazzetta quanto o presidente da Famesp, Antonio Rugolo Júnior, receberam ligações da Secretaria de Estado da Saúde. A pasta prometeu ao chefe do Executivo de Bauru enviar respiradores para a cidade e, finalmente, abrir o Hospital das Clínicas (HC) na próxima segunda-feira (8).

Gazzetta finalizou o chamamento, caso a cidade precise, para acionar leitos da rede particular. Mas o Prefeito de Bauru disse que isso só ocorrerá se as vagas públicas na região também se esgotarem.

Apesar de estar com a capacidade de leitos em 100% no Hospital Estadual, Gazzetta diz que ainda não houve colapso.

“O DRS irá me acionar quando precisar. Mas, ainda não houve colapso. Temos leitos disponíveis na região, contamos com Lins, Jaú e Botucatu”, cita Gazzetta ao Jornal A Cidade.

Botucatu faz o dever de casa e tem baixa ocupação de leitos

Botucatu tem uma situação diferente. O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu divulgou nesta quinta-feira, dia 04, que a taxa de ocupação de leitos UTI exclusivos para Covid-19 é de apenas 31% de seus atuais 16 leitos.

Essa porcentagem ficará ainda menor se manter o mesmo patamar, pois o Hospital aumentará sua capacidade com 14 novos leitos, totalizando 30 unidades de UTI. Esse fato chama atenção do estado.

Em nota enviada ao Acontece Botucatu, o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu afirma que até o momento não recebeu pacientes transferidos DRS VI, com sede em Bauru. Confira.

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) informa que até o momento, não recebeu pacientes com diagnóstico confirmado de COVID-19 transferidos da região da DRS VI, atendida pelo HCFMB.
Por ser uma autarquia do Estado, o HCFMB tem como missão e obrigação prestar assistência aos pacientes desta região. Estamos à disposição para auxiliar a região nos casos de pacientes que tiverem diagnóstico definido e condições de transporte. O cálculo da taxa de ocupação será feito com base no número de leitos em funcionamento”, diz nota enviada pela Assessoria de Imprensa do HCFMB.

Veja também 

Por conta de regionalização, Botucatu pode ser rebaixada e ter atividades restringidas