PF prende traficantes que vendiam drogas via WhatsApp, um deles em Bauru

Nove traficantes que vendiam maconha, ecstasy e LSD pelo WhatsApp foram presos pela Polícia Federal na Operação Dealer, deflagrada nesta terça-feira (12). Um alvo está foragido. “Jovens entre 20 e 30 anos, classe média alta”, afirmou o delegado da PF Valdemar Latance Neto, sobre o perfil dos presos. Uma pessoa foi presa em Bauru e encaminhada para São Paulo. Os nomes dos envolvidos não foram informados.

A Operação Dealer fez buscas nos Estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Sergipe e Minas. Todos os mandados foram expedidos, a pedido da PF, pela 4ª Vara Criminal Federal de São Paulo.

A investigação aponta que a venda das drogas era feita em um grupo de conversa no aplicativo, que reunia vendedores e compradores. O número de integrantes do grupo variava, segundo a PF, mas chegou a ter 200 pessoas.

“A investigação se concentrou em identificar aquelas pessoas que efetivamente estavam vendendo drogas”, declarou o delegado.

Segundo Latance, as ações eram “coordenadas” e o pagamento era feito por meio de transferência bancária. Os investigados serão indiciados pela prática de crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas, com penas de 3 a 15 anos de prisão e multa.

Agência Brasil/Jcnet