Entre as 100 maiores cidades do país, Piracicaba é a segunda em ‘Gestão Municipal’

 

Foto: Gazeta de Piracicaba

Piracicaba, distante 100 km de Botucatu é a segunda cidade com melhor Gestão Municipal entre os 100 maiores municípios do Brasil. É o que diz a pesquisa Estudo Desafios da Gestão Municipal, que fornece um quadro sobre o desempenho das 100 maiores cidades do Brasil, que representam metade do PIB brasileiro.

Maringá, interior do Paraná, lidera o ranking. Outras cidades do interior paulistas são listadas entre as melhores, caso de São José do Rio Preto (3º), São José dos Campos (4º) e Franca (5º), além de Campinas (6º), Limeira (8º) e Ribeirão Preto (11º). Bauru, 65ª em números de habitantes, quase 367 mil, aparece na 38ª posição do estudo. A cidade chegou a ocupar a 11ª posição em 2005 e neste último estudo iniciado em 2015 caiu em praticamente todas as áreas da administração.

Bauru é a 38ª no geral: Cidade caiu em quase todas as áreas analisadas

O levantamento da consultoria Macroplan avaliou, segundo a empresa, o desempenho dos municípios de 2005 a 2015 nas áreas de educação e cultura, saúde, segurança e saneamento e sustentabilidade. Nesta 2ª edição do Estudo, a Macroplan apresenta um indicador sintético, o Índice Desafios da Gestão Municipal (IDGM), que agrega 16 indicadores em 4 áreas: educação e cultura, saúde, segurança e saneamento e sustentabilidade.

​​​A partir da análise comparada e temporal das maiores cidades brasileiras pode-se identificar os desafios, as boas práticas e as soluções para a superação dos entraves ao desenvolvimento das cidades.

O Índice Desafios da Gestão Municipal (IDGM) também listou as piores cidades do país. Considerados os mesmos 16 indicadores nas mesmas quatro áreas, o ranking dos municípios em situação mais complicada reúne: Duque de Caxias (RJ), na 96ª posição, seguida de Nova Iguaçu (RJ), Macapá (AP), Belford Roxo (RJ) e Ananindeua (PA), no 100º lugar.