Guarda Municipal resgata Raposa do Campo perto do Rio Bonito

O Grupo de Proteção Ambiental da Guarda Civil Municipal de Botucatu resgatou na tarde desta segunda-feira, uma Raposa do Campo às margens da SP-191, perto do Rio Bonito. Os GCMs Da Silva e Sarate registraram a ocorrência.

A raposa foi localizada por um morador do bairro, que acionou a GCM e ajudou no resgate. O animal estava com ferimentos e muito debilitado, sendo encaminhado ao CEMPAS/UNESP, onde ficou aos cuidados de veterinários.

O animal

Raposa-do-campo é um canídeo nativo do Brasil, que habita os campos e cerrados em uma área de distribuição ainda discutida, mas que inclui o Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais e São Paulo, partes do Tocantins, Bahia, e uma pequena área entre Piauí e Ceará.

É mais ativa à noite, mas também sai de sua toca durante o dia. Os animais dessa espécie vivem sozinhos. O corpo tem 60 centímetros e a cauda mede 30 centímetros. É carnívora e caça aves, pequenos roedores e insetos.

É um animal muito atento e percebe tudo o que ocorre ao seu redor. A visão, a audição e o olfato são bastante desenvolvidos. É um dos menores cachorros selvagens brasileiros, com uma massa de cerca de 4 kg, e encontra-se em quase todo seu território. (Wikipédia)