GPA flagra 14 aves silvestres em cativeiro irregular no Jardim Itamarati

Todas as aves estavam sem anilhas de identificação, de acordo com o GPA

GPA BotucatuA Guarda Civil Municipal de Botucatu registrou nesta terça-feira, 25, um caso de crime ambiental no Jardim Itamarati. Após uma denúncia foram localizadas pelo GPA em uma casa várias aves silvestres em cativeiro e sem autorização.

No local os agentes do Grupo de Proteção Ambiental, após a entrada franqueada pelo morador, constataram 14 gaiolas com pássaros da fauna silvestre, sendo 13 aves da espécie pintassilgo e 1 ave da espécie coleirinha.

Todas as aves estavam sem anilhas de identificação e cadastro do IBAMA, portanto, não podiam estar em cativeiro. O morador confirmou ser o proprietário das aves e que ele mesmo havia capturado.

Diante da situação, o homem e as aves foram apresentados na Segunda Central de Polícia Judiciária, onde a autoridade policial presente elaborou o termo circunstanciado, conforme o artigo 29 da Lei de Crimes Ambientais – Lei 9605/98.

O homem foi ouvido e liberado e responderá ao processo. As aves apreendidas foram encaminhas ao CEMPAS/UNESP.