Fogo destrói área de mata no Rio Bonito em Botucatu

Um incêndio de grandes proporções foi registrado no fim da noite desta terça-feira, 03, no Rio Bonito Campo e Náutica, em Botucatu. O fato foi descrito pelo morador Rui Pirré, que filmou a ação destrutiva das chamas por mais de uma hora.

O fogo consumiu uma área de mata na chamada ‘Bica do Rio Bonito’. Pelas imagens que foram publicadas na internet, as chamas estavam incontroláveis no local.

Segundo o morador narrava, o Corpo de Bombeiros foi acionado, porém, em um primeiro momento estava empenhado em outras ocorrências que já estavam em andamento na cidade. Um caminhão esteve no local para controlar as chamas.

Os Bombeiros estão recebendo dezenas de chamados para esse tipo de ocorrência por dia, muitas delas simultâneas. O Rio Bonito fica distante aproximadamente 30 km da área central de Botucatu.

Nas redes sociais moradores e rancheiros lamentavam o fato e ao mesmo tempo se revoltavam com a possível ação intencional no fogo.

Prisão

A Polícia Militar Rodoviária de Botucatu realizou uma prisão em flagrante por incêndio criminoso nesta terça-feira, 03. O fato aconteceu na SP 280, Rodovia Castelo Branco, no quilômetro 218, em Itatinga,

Segundo relatório policial, uma pessoa acionou os PMs através do telefone 190, informando que por duas vezes viu um caminhão VW cor branca, parado no acostamento da Rodovia Castelo Branco (km 303 e 260), sendo que havia um homem ateando fogo às margens da rodovia.

É crime

O crime de incêndio ambiental está previsto no art. 41 da Lei Federal 9.605/98

Art. 41. Provocar incêndio em mata ou floresta:

Pena – reclusão, de dois a quatro anos, e multa.

Parágrafo único. Se o crime é culposo, a pena é de detenção de 6 (seis) meses a 1 (um) ano, e multa.

Também há previsão no artigo 250 do Código Penal

Situação crítica

Nestes meses mais frios do ano, é característica também a estiagem, longos períodos sem chuva. Com o tempo mais seco, as áreas verdes, em especial pastos e locais com vegetação esparsa ficam mais suscetíveis a incêndios.

Nos últimos seis meses foram atendidas pelo Corpo de Bombeiros e Defesa Civil 241 ocorrências deste tipo, sendo que em julho já foram contabilizadas 53 delas.

A maioria das ocorrências de incêndio em vegetação (fogo em mato) é causada por ação humana, ou seja, de forma intencional e criminosa.

Quem for flagrado incendiando terrenos ou áreas verdes do Município será penalizado através de multas aplicadas pela Guarda Civil Municipal e nas áreas rurais pela Policia Ambiental. Denúncias podem ser feitas através do telefone 199. O telefone do Corpo de Bombeiros para o atendimento de ocorrências é o 193.

Veja também

Polícia Rodoviária prende homem que ateou fogo em mata na Castelo Branco em Itatinga