Presidente da Embraer deixa o cargo em abril

Agência Brasil

A Embraer informou nesta segunda-feira (18) que, após cerca de 3 anos, o presidente da companhia, Paulo Cesar de Souza e Silva, vai deixar o cargo no dia 22 de abril, quando termina seu mandato. Até essa data, a empresa diz que será anunciado o nome do substituto.

O comunicado da empresa diz ainda que Silva “foi convidado para ser consultor sênior do Conselho de Administração da Companhia, com a incumbência de facilitar a integração do novo Diretor Presidente, bem como assessorar o Conselho de Administração até o fechamento da operação com a Boeing”.

O comunicado também traz a seguinte declaração de Silva: “tenho certeza de que a nova liderança da empresa encontrará pela frente terreno fértil para expandir e consolidar a Embraer”.

A mudança no comando acontece em meio às negociações em torno da venda da divisão comercial da Embraer para a Boeing. No final de fevereiro, os acionistas da Embraer aprovaram o acordo entre as empresas. Pelo acordo, a Boeing deverá pagar US$ 4,2 bilhões por 80% da nova companhia. A Embraer ficará com os 20% restantes. O acordo ainda precisa ser autorizado pelas autoridades regulatórias.

Com informações do G1