Polícia apreende mais de 100 quilos de peixes perto do Rio Tietê

A Polícia Militar Ambiental registrou na última semana a apreensão de peixes nativos que foram pescados de forma predatória. Desta vez o fato ocorreu em Anhembi, às margens do Rio Tietê, região de Botucatu. Em plena na Piracema, várias espécies de peixes foram capturadas após denúncia anônima.

Um homem foi abordado com 3 kg de filés de cascudo e 3 kg de filés de tilápias. O mesmo alegou ser pescador profissional. A apreensão foi realizada em frente a peixaria. Ato continuo, os policiais verificaram a tal peixaria e encontram as seguintes quantidades:

-16,7 kg de lambari

-41.75 kg de cascudo

-4,75 kg de curimbatá

-3,25 kg de traira

-8,0 kg de piranha

-5,60 kg de piauçu

-2,30 kg de piau

-3,9 kg de pacu

Ainda foram encontrados mais 10 kg do peixe cascudo, ainda vivos.

Para o pescador foi imposta multa de R$ 760,00 e o auto de infração de pescado oriundos da pesca proibida no valor de r$ 820,00. Na peixaria, a proprietária do local não informou quem pescou os peixes. A mesma não possuía declaração de estoque.

Diante dos fatos, foram lavrados os autos de infração, por armazenar pescados oriundo da pesca proibida, sendo arbitrada multa no valor R$ 900,00 e por não apresentar a declaração de estoque, ocasionando mais uma multa, esta no valor de R$ 2425,00.

Os peixes foram apreendidos e destinados ao aterro sanitário de Botucatu para destruição. Os fatos foram comunicados à Polícia Civil, via ofício, por se caracterizar crime, de acordo com o artigo 34 da lei nº 9605/98. A patrulha foi composta pelos policiais Cabo Viotto, Cabo Carlos Roberto e Cabo Claudemir, com apoio sub-agência da 3ªcia.