Onde fica San Marino e o que visitar por lá?

Saiba mais sobre San Marino, um cantinho da Europa que atrai os turistas brasileiros. Veja o que muda para visitar San Marino com o ETIAS a partir de 2022.

Um lugar pequeno, mas que pode oferecer grandes experiências de viagem. Assim é San Marino, tido como um dos menores países do mundo. Em apenas 61 km² de território, há muito a ser explorado naquele pedacinho da Europa: incríveis paisagens naturais, arquitetura medieval, compras isentas de impostos e muito mais.

Além disso, a visita pode ser uma boa opção para quem está por perto aguardando o processo para obter cidadania italiana — com a qual um viajante brasileiro pode morar em San Marino caso se apaixone perdidamente por aquela região.

A Sereníssima República de San Marino não pertence à Itália, mas é um microestado que fica dentro desse país europeu. O enclave está localizado em uma área montanhosa no centro-norte italiano, a cerca de 20 km do Mar Adriático e próximo a famosos destinos turísticos como Bolonha (a 129 km), Florença (a 238 km) e Veneza (277 km).

Como chegar em San Marino e circular pela região

Apesar de figurar nas listas de maior renda-per-capita da Europa, não há aeroportos ou estações de trem em San Marino. A maioria dos turistas chega de carro ou com o ônibus a partir da cidade de Rimini (a 20 km), onde há uma ferroviária e o Aeroporto Internacional Federico Fellini.

Para dirigir em San Marino, as regras de trânsito são semelhantes às do Brasil. Segundo o Portal Consular do Itamaraty, é possível retirar um “WiFi Card” gratuito nos postos de turismo para se orientar melhor pelas estradas — que são muito bem conservadas.

 Cidades e atrações de San Marino

Na capital de San Marino, com nome igual ao da nação, há um teleférico que é perfeito para uma visão privilegiada da paisagem. Com ele, chega-se ao antigo centro medieval no topo do Monte Titano. Assim como esse local, a própria nação de San Marino é declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco por ser uma das repúblicas mais antigas do mundo.

As maiores atrações da pequena cidade são as famosas Três Torres de San Marino, a Basílica de São Pedro, o Palácio Público, e a Praça da Liberdade, de onde se pode apreciar o pôr de sol e provar deliciosos vinhos e pratos da culinária típica da região da Emília-Romagna.

O povoado de Chiesanuova e as cidades de Acquaviva e Montegiardino também são passeios interessantes para quem deseja experienciar o estilo de vida campestre em meio aos Apeninos.

Arredores de San Marino

O Grande Prêmio de San Marino é uma das principais referências sobre o país para os brasileiros. Marcado pela tragédia com piloto Ayrton Senna, as corridas desse famoso circuito de Fórmula 1 na verdade aconteciam em Ímola, na Itália.

Turistas de todo o mundo visitam o Autódromo Enzo e Dino Ferrari nos arredores de San Marino, onde o piloto botucatuense Felipe Massa também participou de corridas dessa etapa da F1. Agora, o GP de San Marino tem um novo nome, um novo desenho e um novo calendário de corridas — o que renova o interesse pelo local.

Os deslocamentos entre San Marino e Itália não passam por controles de fronteira, o que torna as coisas mais práticas para quem inclui a diminuta nação em um roteiro mais abrangente pela Europa. No entanto, é importante se preparar para a mudança prevista nas regras de isenção de vistos para estrangeiros — que vai afetar o Brasil e outros países de fora da União Europeia.

O que muda na isenção de visto para San Marino

Os brasileiros que não possuem cidadania italiana podem entrar em San Marino com isenção de visto para viagens curtas a turismo. Porém, em breve haverá exigência de obter uma autorização eletrônica de viagem no ETIAS.

Com isso, quem tiver passaporte brasileiro pode entrar na Europa sem visto e se deslocar livremente pelo território do Espaço Schengen (onde fica San Marino e outras 25 nações europeias) de acordo com as informações a seguir.

Informações gerais sobre o ETIAS

1 – Uma autorização do ETIAS é válida por 3 anos e fica vinculada ao passaporte. Portanto, se o documento expirar, a respectiva autorização no ETIAS perde a validade.

2 – O turista pode usar o mesmo ETIAS em várias viagens. A permissão vale para múltiplas entradas e deslocamentos pelo Espaço Schengen, respeitadas condições de vigência.

3 – O ETIAS vale para estadias de até 90 dias no Schengen a cada período de 180 dias.

4 – A isenção de visto do ETIAS se aplica a viagens com finalidade de turismo, negócios ou trânsito. Permanências prolongadas com finalidade de estudos ou trabalho, por exemplo, envolvem outros trâmites burocráticos.

5 – O processo para obter autorização no ETIAS é totalmente online. A expectativa é que o sistema seja implementado até o final de 2022. Portanto, se você pretende visitar San Marino no ano que vem, programe-se para fazer o registro no sistema!