Dia Mundial do Fusca: Estado tem mais de 800 mil unidades

Nesta sexta (22), um bom número de pessoas ao redor do mundo está celebrando um carrinho bacana que faz parte da história do século 20 e de muitas famílias brasileiras: 22 de junho é o Dia Mundial do Fusca.

No sistema do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP), consta 827.234 unidades do modelo registrados no Estado. Destes, 6.430 têm a cobiçada placa preta, para colecionadores —ainda mantêm boa parte das características originais. É o modelo mais colecionado no Estado.

O “besouro” foi criado pelo alemão Ferdinand Porsche —o mesmo da marca de esportivos. Lançado em 1935, foi chamado de Volkswagen, ou carro do povo. Logo ganhou o mundo, fazendo história em muitos países com nomes ou apelidos como Beetle, Bug, Käfer, Type 1, Carocha, Coccinelle, Escarabajo, Maggiolino…

Foi o Fusca (chamado de Volkswagen Sedan) que, em 1953, deu início à história da Volkswagen no Brasil. Naquele ano começou a montagem, na capital paulista, de modelos com peças importadas da Alemanha.

Arquivo Acontece Botucatu

A fabricação brasileira começou em 1959 e foi até 1986. De seu projeto, surgiram ainda outros sucessos, como a Brasília e a Variant. Em 1993, o Fusca voltou à linha de produção, a pedido do então presidente Itamar Franco. A nova fase durou até 1996. Houve até uma última versão, a Série Ouro, que teve apenas 1.500 unidades.

No Brasil, foram fabricados 3,3 milhões de Fuscas. No mundo todo, a produção foi de mais de 21,5 milhões de unidades. Ainda hoje, o “besouro” está entre os modelos mais fabricados de todos os tempos, seja no Brasil ou no planeta.

Neste Dia Mundial do Fusca, uma campanha nas redes sociais pede aos fãs que usem a hashtag #worldbeetleday2018 em seus posts. No Brasil, existe ainda o Dia Nacional do Fusca: 21 de janeiro.