Botucatu teve 246 ligações clandestinas de energia em 2019, diz a CPFL

Foto divulgação internet

 

A CPFL Paulista informou na tarde desta quinta-feira, 23, que durante o ano de 2019 deu continuidade ao seu trabalho de combate às fraudes e furtos de energia elétrica em toda a região. Somente na região que engloba Bauru e Botucatu, a distribuidora encontrou 1,3 mil ocorrências de irregularidades no ano passado.

Nas ações para coibir os delitos, a empresa conseguiu recuperar quase 14,2 mil megawatts-hora (MWh) com a regularização de ligações feitas de forma ilegal, o suficiente para abastecer 7,9 mil residências durante um ano inteiro.

Entre as cinco maiores cidades da região, Bauru foi a que registrou o maior número de fraudes identificadas, alcançando a marca de 759 ocorrências em 2019. Em segundo lugar ficou Botucatu com 246 irregularidades e, na sequência, Marília, Pederneiras e Lençóis Paulista (mais detalhes na tabela abaixo).

Para a identificação das infrações, a companhia realizou 20,4 mil inspeções no sistema. Além disso, o grupo faz regularmente a blindagem de rede e, quando encontra indícios de fraude, passa a organizar medições periódicas de padrões de consumo do local flagrado, de forma a evitar a reincidência de furtos.

Essas tecnologias de monitoramento contínuo e à distância permitem que a distribuidora aumente a produtividade das equipes e intensifique suas iniciativas contra o crime sem a necessidade de deslocar os técnicos.

“A CPFL Paulista realizou importantes ações de combate às fraudes e furtos em conjunto com os órgãos públicos e autoridades policiais, que têm auxiliado significativamente o trabalho. A empresa também adotou novas tecnologias, com mais inteligência, em seus processos de monitoramento e análise”, afirma Roberto Sartori, presidente da distribuidora.

Crime. Fraudes e furtos de energia são crimes previstos no Código Penal com penas que podem chegar a até quatro anos de prisão. Além disso, a pessoa que for flagrada cometendo a irregularidade terá cobrados os valores retroativos referentes ao período em que deixou de pagar pelo fornecimento.

Com assessoria

CIDADE

Inspeções

Fraudes e Furtos

Energia Recuperada (MWh)

Bauru

11.325

759

6.838

Botucatu

2.834

246

1.814

Marília

2.002

97

2.088

Pederneiras

604

39

341

Lençóis Paulista

478

16

250