Botucatu teve 246 ligações clandestinas de energia em 2019, diz a CPFL

Geral
Botucatu teve 246 ligações clandestinas de energia em 2019, diz a CPFL 23 janeiro 2020
Foto divulgação internet

 

A CPFL Paulista informou na tarde desta quinta-feira, 23, que durante o ano de 2019 deu continuidade ao seu trabalho de combate às fraudes e furtos de energia elétrica em toda a região. Somente na região que engloba Bauru e Botucatu, a distribuidora encontrou 1,3 mil ocorrências de irregularidades no ano passado.

Nas ações para coibir os delitos, a empresa conseguiu recuperar quase 14,2 mil megawatts-hora (MWh) com a regularização de ligações feitas de forma ilegal, o suficiente para abastecer 7,9 mil residências durante um ano inteiro.

Entre as cinco maiores cidades da região, Bauru foi a que registrou o maior número de fraudes identificadas, alcançando a marca de 759 ocorrências em 2019. Em segundo lugar ficou Botucatu com 246 irregularidades e, na sequência, Marília, Pederneiras e Lençóis Paulista (mais detalhes na tabela abaixo).

Para a identificação das infrações, a companhia realizou 20,4 mil inspeções no sistema. Além disso, o grupo faz regularmente a blindagem de rede e, quando encontra indícios de fraude, passa a organizar medições periódicas de padrões de consumo do local flagrado, de forma a evitar a reincidência de furtos.

Essas tecnologias de monitoramento contínuo e à distância permitem que a distribuidora aumente a produtividade das equipes e intensifique suas iniciativas contra o crime sem a necessidade de deslocar os técnicos.

“A CPFL Paulista realizou importantes ações de combate às fraudes e furtos em conjunto com os órgãos públicos e autoridades policiais, que têm auxiliado significativamente o trabalho. A empresa também adotou novas tecnologias, com mais inteligência, em seus processos de monitoramento e análise”, afirma Roberto Sartori, presidente da distribuidora.

Crime. Fraudes e furtos de energia são crimes previstos no Código Penal com penas que podem chegar a até quatro anos de prisão. Além disso, a pessoa que for flagrada cometendo a irregularidade terá cobrados os valores retroativos referentes ao período em que deixou de pagar pelo fornecimento.

Com assessoria

CIDADE

Inspeções

Fraudes e Furtos

Energia Recuperada (MWh)

Bauru

11.325

759

6.838

Botucatu

2.834

246

1.814

Marília

2.002

97

2.088

Pederneiras

604

39

341

Lençóis Paulista

478

16

250

 

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
FREIRE MOTOS
Oferecimento

Veja também

Oferecimento
VISTORI
SHOPPING INSTITUCIONAL
INSTITUCIONAL ELO
EXAME TOXICOLOGICO