Botucatu confirma participação no Programa Município Verde-Azul      

 

O interlocutor do Programa Município Verde-Azul, Leonardo Dallaqua Fulgueral, acompanhado da diretora de Educação Ambiental, Fernanda Bernardi, estiveram em São Paulo na última segunda-feira (8) para a entrega dos documentos comprobatórios das ações realizadas por Botucatu até o mês de abril dentro do Programa Estadual Município Verde-Azul. Também esteve presente na entrega o interlocutor do município de Pardinho, Nivaldo José Cruz que entregou o relatório das ações de Pardinho.

Neste ano foram alterados alguns critérios do programa. Agora ocorrerão duas pré-certificações: uma em junho e outra em setembro. A certificação final está marcada para dezembro. Também ocorreram mudanças nas dez diretivas que passam a ser: Município Sustentável; Estrutura e Educação Ambiental; Conselho Ambiental; Biodiversidade; Gestão das Águas; Qualidade do Ar; Uso do Solo; Arborização Urbana; Esgoto Tratado; e Residuos Sólidos.

Agora a Secretaria Estadual de Meio Ambiente fará a avaliação do trabalho e divulgará os resultados em junho. Nesta primeira certificação os municípios deverão ter nota mínima de 25 pontos. “De 10 de outubro do ano passado até o mês de abril de 2017, realizamos diversas ações relativas ao Programa Município Verde-Azul, que serão avaliadas nesta primeira certificação. Agora temos que continuar a trabalhar para realizar as ações restantes  que serão avaliadas nos próximos meses”, esclarece Fulgueral.

Criado em 2007, o programa Município Verde-Azul estimula e valoriza iniciativas inovadoras das 645 cidades paulistas na área ambiental. O selo Município Verde-Azul garante à Administração Municipal a prioridade na captação de recursos junto ao Governo do Estado, por meio do Fundo Estadual de Prevenção e Controle da Poluição. Botucatu é atual vice-campeã do programa, além de já ter sido campeã nas edições dos anos de 2012 e 2014.