Matando no Peito, com Zé Airton – 28/08/2021

 

=HOMENAGEM – NIKINHA=

Todos sabemos ser nossa cidade pródiga na revelação de jovens valores que a representam no mundo esportivo tanto no âmbito nacional como até internacionalmente.

Dentre vários destacamos nesta oportunidade a figura desse moço que ainda bem jovem oriundo das categorias menores do futsal da nossa A.A.Botucatuense recebeu convite para ir jogar no futsal italiano…

Não hesitou um instante sequer e objetivando fazer carreira no salonismo europeu, com a cara e a coragem para lá partiu…

No início, como é óbvio, encontrou obstáculos no tocante ao idioma e costumes locais, obstáculos esses que logo superou levado pela disciplina e simplicidade que carrega consigo e do grande futebol que exibia e ainda exibe nas quadras..

Com o passar do tempo adquiriu a cidadania italiana, ali fixou residência e ali mantém seus negócios, porém nunca se esqueceu dos parentes e amigos que por aqui deixou vindo sempre que surge uma oportunidade visitá-los…

Na foto anexa nosso homenageado posa junto de sua distinta esposa TALITA e querida filhinha VALENTINA que são o alicerce dessa maravilhosa família… PARABÉNS CÉSAR SILVEIRA, PREZADO AMIGO NIKINHA, sua humildade, simplicidade e categoria o tornaram um VENCEDOR!!!

 

=RECORDANDO – NOSSA SELEÇÃO AMADORA=

            Década de 70 do século passado e o nosso prezado amigo Edson Quadros recebe a incumbência de convocar e escalar a Seleção Amadora desta terra para numa partida beneficente enfrentar a Seleção de Atletas Profissionais.

Missão ingrata pensarão alguns, mas o Tição, com toda sua bagagem de conhecimentos, não se apoquentou e foi buscar em nossas vilas e clubes o que de melhor havia na época:

Da Vila Maria convocou o Tuca e o Vandão; da Vila Aparecida o Sabará; do Bairro Alto o Varoli; de Jaú trouxe o zagueirão Roberto Carlos; lá da Vila dos Lavradores o Dua e o Ovídio; do BAC Céia e o Zé Ito e da A.A.Ferroviária os garotos Julinho e Nenê Guanxuma.

E assim a aguardada partida foi realizada, público enorme naquela noite, com placar de 0x1 e a nossa Seleção Amadora vendendo caro a derrota, atuando com:

Em pé: TUCA – VAROLI – DUA – OVÍDIO – VANDÃO – ROBERTO CARLOS – EDSON e o ALESSANDRO.

Abaixados: SABARÁ – CÉIA – JULINHO – ZÉ ITO e NENÊ.

            Para se ter uma idéia do potencial dessa equipe basta citar que vários se profissionalizaram e alguns poucos que assim não o fizeram foi por própria opção de vida, pois condições para isso lhes sobravam.

 

=RELEMBRANDO – NOSSAS EMPRESAS – CINEMATOGRÁFICOS 70=

Já são passados exatamente 51 (cinquenta e um) anos desde quando, naquela fria tarde de sábado do mês de Abril de 1.970, aquele pessoal que compunha o tradicional time do CINEMATOGRÁFICOS de nossa cidade, realizou e venceu partida amistosa lá no Campo do Lageado.

Eram funcionários e dirigentes das nossas principais agências de filmes, que tinham no futebol seu lazer favorito, e esses “artistas da bola” (olhem o trocadilho) posam no tapete verde assim alinhados:

De pé: CHICO ADEUS – GERALDO MONTEIRO – JOÃO BADU – PEDRO TARRENTO – ZÉ DO PITO – ORLANDO GASPARINI – CIDO – MONTOIA – JOÃO CHUPANGA – BOLINHA – CELSO SACOMANI e o JORGE DURANTE.

Abaixados: BIRO-BIRO – EDUARDO GUERREIRO – SILVIO BIS – PAULO CAPELUPE e o BAIXINHO FLORÊNCIO.

Alguns destes amigos já nos deixaram e descansam em Paz.

 

=SE É FOTO É FATO=

Observa a “estória” que a 1a partida internacional de futebol no Brasil aconteceu em 23 de abril de 1500, na Arena de Palmeiras dos Índios colocando frente a frente os “Lusos” que chegavam escalados com: Cabral, De Caminha, Da Gama, Da Regente, Manoel, Joaquim, Apolinário, Adelmo, Adauto, Ferreira e o Nuno; do outro lado os Indígenas que aqui moravam e formaram com: Do Bosque, Da Vila, Trovão, Iapoti, Ipioca, Tapioca, Quer Apito, Juruna, Pindoba I, II e III.

A bola era um coco verde que ninguém conseguia chutar, o juiz foi o espanhol Cristovão Colombo que aqui já estava desde 1492; o placar ficou no 0x0 e no barranco a torcida feminina das “Peladonas Selvagens” aguardava o pós-jogo para o tradicional goró-goró.

Coisas do esporte bretão…

 

=PERGUNTA DA SEMANA=

P – Qual é uma das diferenças entre o homem e a mulher?

R- A mulher sempre tem certeza de que o filho é dela; já o homem???

 

=FRASE DA SEMANA=

“A Série B é um campeonato tão disputado e equilibrado que nenhum clube na história conseguiu ser campeão por dois anos consecutivos”.

 

=EPÍLOGO=

“EM FORTALEZA SE RESPIRA FUTEBOL 24 HORAS, PELO CALOR QUE LÁ FAZ É MELHOR DIZER QUE SE TRANSPIRA FUTEBOL O TEMPO TODO”.

(Nosso prezado amigo Dr. JULIANO MENDONÇA a quem nosso trabalho de hoje é oferecido pode muito bem confirmar isso, pois lá reside)…