Matando no Peito, com Zé Airton – 16/01/2021

 

=A.A.B. 1954=

A foto acima datada de 1954 retrata a equipe de aspirantes da época da A.A.Botucatuense, nos dias atuais popular Cascudão, a qual apresenta uma série de atletas já prontos a envergarem a jaqueta principal da Veterana, como muitos o fizeram posteriormente.

Posam acima alinhados da esquerda para a direita:

Em pé: saudoso massagista e exemplar funcionário da nossa Santa Casa seu LUIZ FORTES – BIRRAQUE – OTACILIO ANTIGAS (JAPA) – DITÃO – NELSON BORGATO – MAURO PENA – CELSO SACOMANI – NANDO – DEZESSEIS e o  técnico DANTE ANTIGAS.

Abaixados: TONHO – CARRIEL – ALCEU POTIENS – TONHO GASPARINI – ZÉ NEGRINHO – TUTA e o roupeiro JÚLIO.

Gente boa, alguns já nos deixaram e descansam em paz.

 

=BLASI F.C.=

Década dos anos 50, nosso futebol amador vivendo inesquecíveis momentos de glória, pois os principais clubes escolhiam a dedo o que de melhor havia no mercado para formarem verdadeiros esquadrões; dirigentes trabalhavam com afinco pela conquista do título e até o Presidente acompanhava o clube “isse ele onde isse” como falava grande amigo nosso boleiro aposentado.

Dentre vários, a equipe do BLASI F.C. que representava condignamente essa portentosa Indústria da cidade, era um deles e posa na foto acima, em Acrísio Paes Cruz, assim alinhada:

Em pé: Diretor TAVARES – Supervisor Técnico DARCI FREDERICO – Atletas JABURU – BITINHA – NEY – CHIMARRÃO – LORE BAIANO – ZÉ DO PITO e o Presidente BIACHIONI.

Abaixados: TONHO ROSSI – TITO ALVES – TINHO MAMEDE – PARANÁ – ESTOPA e o VICENTE.

Grandes nomes, alguns já nos deixaram e descansam em Paz.

 

=CAMPINHO DA SANTANA=

Conhecido como o “Campinho da Santana” ocupava um quarteirão todo, bem aqui no centro fazendo frente com a Avenida, nos costados a Dr. Costa Leite e nas laterais a Silva Jardim e a Sete de Setembro, bem em frente a antiga Casa de Saúde, hoje SUS.

Ali empinava-se pipa; jogava-se bolinha de gude; rodava-se pião de fieira e etc…, mas o forte mesmo era o futebol da gurizada da época (1955), que posa acima assim alinhada:

Em pé: PENOSO – WANDERLEY PIZZIGATI – SILAS MOLINA – JOÃO VELO – TONINHO SANTANA – JOÃO BATISTA – LUIZ BATISTA – NATA GABRIEL e o NHÔ.

Abaixados: ANSELMO – BATISTA – BEIVE PIZZIGATI e o ORLANDO GUERREIRO.

Sentados: ZÉ CARLOS PAVÃO – CHUMBÃO – BIGUITA e o RENÊ ALVES.

            Hoje do Campinho só resta saudades, pois o progresso chegou, ali foram construídas inúmeras e luxuosas residências e alguns pontos comerciais de vulto.

 

=SE É FOTO É FATO=

Dias desses passados quando assistíamos os gols da rodada do Brasileirão vimos uma belíssima jogada de um jovem atacante colocando a bola entre as pernas do seu adversário e pegando-a do outro lado (famosa CANETA) e aí ficamos matutando como nós e outros companheiros de infância que jogávamos futebol, não conseguimos aprender essa linda jogada.

Após muito pensar concluímos que como jogávamos ali no campinho do Santuário de Lourdes; no Diocesano e no Seminário e os religiosos, nossos adversários da época usavam e jogavam com aquelas imensas batinas isso não era mesmo possível… em compensação ficamos especialistas no drible da VACA, pois eles tinham dificuldades em movimentar as pernas lateralmente…

 

=PERGUNTA DA SEMANA=

            P – Qual a semelhança entre o carro a álcool e o goleiro frangueiro???

           R – Quando é preciso nenhum dos dois pega!!!

 

=FRASE DA SEMANA=

“ERA TÃO ADEPTO DA VIDA MILITAR QUE ACABOU CASANDO COM UM CANHÃO”.

 

=EPÍLOGO=

“SER CANHOTO É FÁCIL, DIFÍCIL É SER DIREITO!”