Matando no Peito, com Zé Airton – 15/05/2021

 

=RECORDANDO – BAC AMADOR 70=

Nossos leitores mais jovens ao tomar conhecimento da foto acima, por certo, indagarão: – Que equipe profissional é essa?

Nós os mais antigos, logo esclareceremos que se trata de uma equipe amadora genuinamente botucatuense, que na década dos anos 70 disputava com grande sucesso o campeonato amador local e do Estado, deles sagrando-se campeão por várias vezes.

Era o BOTUCATU ATLÉTICO CLUBE, famoso BAC, ali da querida Vila Aparecida, posando em Acrisio Paes Cruz, podendo ser observados:

Em pé: CAVALEIRO – ROBERTO – CHICÃO – FOTE – LEVINDO – CHICO ROMANHOLI – CÉIA – BARRANCO e o NIVALDINHO.

Abaixados: ARLINDO – PARANÁ – RENATINHO – DANIEL – ZÉ ITO –  CID CORVINO e o MÁRCIO.

Um autêntico esquadrão, sendo que, alguns desses amigos hoje moram no Céu.

 

=RELEMBRANDO – AAF JUVENIL=

Sempre foi tradição nos tempos de profissionalismo da A.A.Ferroviária, a manutenção de equipes de grande potencial nas categorias menores, para suprir suas necessidades emergenciais.

Uma delas é a da foto acima que apresenta o plantel juvenil campeão na década de 70, naquela ocasião composto por:

Em pé: BATISTA – JAIR – ROMEU – TONINHO SANTANA – OVÍDIO – BANHA – BARRANCO e o ROQUE.

Abaixados: RENÊ ALVES – EDSON GUANXUMA – JOAQUIM – NARDO –  ZECO SERRÃO e o PAULINO DIEZ.

Garotos outrora, hoje masters…

 

=ATLETISMO 71=

Prestamos nesta data homenagem ao mais nobre dos esportes, o Atletismo.

Para isso destacamos foto tirada em outubro de 1971, nas pistas da A.A.Botucatuense, por ocasião da disputa da prova dos 100 metros rasos, da Olimpíada Infantil de nossa cidade, sendo o líder da prova, com grande vantagem, o garoto MIRINHO, hoje nosso prezado PROF. WALDOMIRO DIAS.

Nota-se a presença de grande e entusiasmada plateia incentivando os meninos de ontem, que são os homens de hoje.

Para esses garotos, seus pais, professores, uma medalha ou mesmo a participação nestes jogos, tinha e tem o mesmo valor que uma conquista olímpica.

 

=SE É FOTO É FATO – FUTEBOL DE RUA=

Nos anos 40 do século passado, época de nossa infância, o futebol da garotada era um pouco diferente do atual.

Não existiam e nem se cogitava existir as escolinhas de hoje com tudo de positivo que oferecem, pelo que aqueles que gostavam mesmo da coisa e era uma maioria esmagadora, tinham que se adaptar as circunstâncias da época, senão vejamos:

As famosas peladas eram disputadas em terreno baldio ou nas próprias ruas da cidade que se de terra ainda quebravam o galho, porém se já calçadas não havia pé descalço que agüentasse; serviam de traves os postes de madeira da iluminação pública, sendo o travessão calculada pela altura do goleiro com a mão estendida para cima, pelo que, para diminuir o espaço, os mais baixinhos eram sempre escolhidos para goalkeeper; a bola era geralmente de meia, algumas vezes uma bexiga de boi comprada no matadouro e nos grandes clássicos, estilo Com Camisa x Sem Camisa, pintava uma de borracha; vidraças na janela eram raridade e bola que caía no quintal vizinho “chiau mesmo”, não voltava mais.

Hoje com a modernidade tudo isso acabou, inclusive o futebol bem jogado…

Coisas dos tempos.

 

=PERGUNTAS DA SEMANA=

Hoje temos quatro perguntas que não conseguimos achar a resposta, se alguém encontrá-las por favor nos comunique:

P1 – Se o vinho é líquido, como pode ser seco?

P2 – Quando inventaram o relógio, como sabiam que horas eram para poder acertá-lo?  

            P3 – Se depois do banho estamos limpo, por que lavamos a toalha?

P4 – Se os homens são todos iguais, por que as mulheres procuram tanto?

R – ????????????????????????

 

=FRASE DA SEMANA=

“NA VIDA, POR MAIS QUE SE VENÇA UM OU MAIS INIMIGOS, A VITÓRIA SOBRE SI MESMO É A MAIOR DE TODAS AS VITÓRIAS”.

(Chico Xavier)

 

=EPÍLOGO=

“LEMBRE SEMPRE QUE A VIDA NÃO É MEDIDA PELO NÚMERO DE VEZES QUE VOCE RESPIROU MAS SIM PELOS MOMENTOS QUE VOCÊ PERDEU O FÔLEGO DE TANTO RIR DE FELICIDADE”.