Matando no Peito, com Zé Airton – 15/02/2020

=NOSSO POVO – NOSSA GENTE=

Logo pela manhã desta segunda feira, dia 10 /FEV/2020, ao darmos início a elaboração desta coluna semanal onde iríamos relatar o sucesso que foi a festa do pré-carnaval rebolense cheio de muita alegria no último sábado, chega-nos a triste notícia da verdadeira tromba d’água que aconteceu pela madrugada em nossa cidade deixando desamparados um grande número de nossos irmãos, que fatalidade!!!

Duas situações completamente distintas vividas em pouco espaço de tempo nos deixaram completamente estarrecidos e quase resolvemos mudar de assunto, porém com o passar das horas ao presenciar “in loco” o empenho com que todas nossas autoridades  públicas; nossos representante legais; nossas sociedades constituídas e toda e principalmente nossa população se entregaram de corpo e alma a árdua batalha da reconstituição resolvemos a ela também aderir …

Ao comparecer ao Ginasião para entregar minha modesta contribuição e ali verificar parte das contribuições recebidas, conforme foto anexa, senti imenso orgulho de ser botucudo nato e fazer parte integrante desta maravilhosa e ordeira população…

 

=RECORDANDO – C.A. BRASIL 1964=

Com muita satisfação apresentamos, nesta oportunidade, para nossos prezados leitores, uma das maiores forças do nosso futebol amador do passado.

Trata-se do C.A. Brasil de Vila Maria que na foto acima posa em seu estádio por ocasião do recebimento das faixas de campeão do Torneio Radialista – 1964, com seu plantel assim alinhado, da esquerda para a direita:

Em pé: NILTON PREARO – GONÇALO – TAPASSU – BANHA – FURINHO – RAUL – ALEMÃO II – JOÃOZINHO TATU e o LORE BAIANO.

Abaixados: WALTER POLENTA – GRILO – ODAZIL – DANIEL – ÍNDIO e o FIO.

Alguns desses amigos já nos deixaram e hoje batem sua bolinha lá no Céu.

 

PS: Presente item é publicado em homenagem à Profª. SUELENI e Prof. ROBERTO LYRA, respectivamente, filha e genro do saudoso JOÃOZINHO TATU.

 

=RELEMBRANDO – 7 DE SETEMBRO 1956=

Trazemos nesta oportunidade a foto acima que conforme a define seu proprietário é “uma pérola rara que retrata os velhos tempos do futebol amador de nossa terra e de sua querida Vila dos Lavradores”.

Envergando seu tradicional uniforme tricolor de listras verticais branca, preta e vermelha, podemos observar posando no ano de 1956 o magnífico esquadrão do VII DE SETEMBRO  F.C. lá da Vila Pinheiro, assim alinhado:

De pé: AIMORÉ (árbitro) – GUERREIRO (árbitro) – MILTINHO – MARIO FUMIS – ROMUALDO BORGATO – DIDIER – ZÉ GOLEIRO – ODENEI KLEFENS – HIPÓLITO (árbitro) e JAPA (árbitro);

Abaixados: BULICO – JOEL SPADARO – ÁLVARO CORVINO – DUDA SPERA e RUBINHO GIACÓIA.

Alguns desses amigos já nos deixaram e descansam em Paz…

 

PS: Como curiosidade observamos na foto a presença dos 4 (quatro) principais árbitros da Liga daquela época Senhores AIMORÉ DA SILVA, JANUÁRIO GUERREIRO; HIPÓLITO MARTINS e OTACÍLIO ANTIGAS; pois segundo nos informaram a partida era uma decisão e a Liga resolveu sortear entre os quatro, momentos antes do jogo, quem seria o árbitro principal da mesma…

 

=SE É FOTO É FATO=

Na foto anexa podemos observar a presença de um Divino Meia-Esquerda; de um Meia-Esquerda Meia-Boca do passado e de um Excelente Farmacêutico, quando juntos participavam de uma animada resenha no Rebola.

Essa é a Magia do Futebol unindo craques de várias áreas…

 

=PERGUNTA DA SEMANA=

P- No consultório: E aí doutor, o que tenho???

R- Sua doença é hereditária!!!

– Que bom, então manda a conta lá pro papai.

 

=EPÍLOGO=

“O ÚNICO HOMEM QUE NUNCA ERROU É AQUELE QUE NUNCA FEZ NADA”.