Matando no Peito, com Zé Airton – 14/08/2021

 

=NOSSOS DERBIS ANTIGOS=

Na fase áurea de nosso futebol havia na cidade os tradicionais derbis tais como: no campo AAF X AAB; Sete x Inca; Bairro Alto x Vila Maria, Lageado x Vitoriana, e no salão BTC x Medicina, Café Saci x Vermelhinhos, AAB x Escriturários, Palestra x Regente.

Até no âmbito radiofônico nossas tradicionais Emissoras tinham suas equipes de salonistas que de vez em quando faziam lá o seu “combate”.

São dessas ocasiões (anos 60/70) as fotos acima nas quais apresentam na foto 1 a representação da Municipalista formando com:

Em pé: RICARDO MAZZEI – JOSÉ ROBERTO QUINTEIRO – VANDERLEI DOS SANTOS e o MARCOS PAES.

Abaixados: CARLOS GALHARDO – RONALDO – JOSÉ VANDERLEI (o LELÉ).

Do outro lado do muro na foto 2 a PRF-8 apresentando:

Em pé: BENEDITO SANTA ROSA – CLÁUDIO MARTINS – DINHO FIGUEROA e o DORIVAL POMA

Abaixados: BERIMBAU – JOSÉ ROBERTO PEREIRA – HÉLIO DE SOUZA e o WALDIR DUARTE.

Eram técnicos de som, locutores e administrativos em pleno lazer esportivo.

 

=NOSSO AMADOR ANTIGO=

E naquela sala de aula do Grupo Escolar de antigamente a professora pergunta: – Qual é o coletivo de craque?

Mais que depressa o Zezinho, garoto esperto, residente lá na Baixada, responde para surpresa de todos: – É a equipe amadora da nossa Ferroviária!!!

Embora não fosse nem de longe a resposta esperada era na prática uma realidade, pois o esquadrão que hoje apresentamos na foto acima era de fato uma verdadeira seleção.

Sendo dirigidos pelo competente AMAURI DI PIERO, posam em Acrísio Paes Cruz, por ocasião do recebimento de mais uma phaixa de campeão (alô Phulvio), os seguintes craques:

Em pé: AMAURI – FURINHO – ADEMARZINHO – LALUNA – ITAMAR – CHICÃO FUNARI – SOMBRA – JAMIL e o OTACÍLIO ANTIGAS.

Abaixados: ESTOPA – FLÁVIO SASSO – SHIRLEY LESSA – BRÁULIO e SALOMÃO.

Alguns desses grandes amigos e contemporâneos já nos deixaram e descansam no Céu. Assim seja.

 

=NOSSO FUTEBOL DE SALÃO ANTIGO=

Temos a satisfação de retirar bem lá do Fundo do Baú para apresentar a nossos prezados leitores a foto de uma das glórias passadas do futebol de salão botucudo.

Década de 50, século passado, os portões do Ginásio do B.T.C. se abrem para mais uma noite de gala do salonismo local e lá na quadra, para disputa final do famoso “Troféu Bandeirantes” fase regional, posa a equipe coqueluche da cidade na época, querido “CAFÉ SACI”, assim formada:

Em pé: ANTONIO SANSÃO – JOTA SEABRA – LINQUINHA – CHICÃO FUNARI e o CARRETÉ.

Abaixados: WILSON LALUNA – DADO PERCÁRIO – JOEL SPADARO e o inesquecível RUBITO GIANELLA.

A originalidade de seu tradicional uniforme de duas cores, nunca imitado, com camisas, calções e meias metade vermelha e a outra preta, tendo como distintivo o folclórico Saci Pererê propagaram nossa cidade até internacionalmente.

Quantas saudades!

 

=SE É FOTO É FATO=

Foto 5

Hoje estranhamente acordei, com muitas saudades dos tempos de moleque. Saudades de ir ao campo da Ferroviária com meu avô… das bolas de capotão… das bolinhas de gude… de jogar bola na rua até arrancar a tampa do dedão… do meu time de botão com aqueles zagueirões feitos de casca de coco… das peladas nos campinhos do Areião, Santuário, Salgueiro, Santana etc… de fazer tabela com a parede no antigo futebol de salão… de viajar de trem para jogar pela Ferroviária e no caminhãozinho do Seu Padovani quando pela Associação.

Senti saudades ainda de comer pizza de sardinha, paçoca em saquinho (carga rápida… sonhos recheados de goiabada mesmo… tomar água da mina do chafariz e groselha do Barbeta… usar uniforme amarelo e botina preta para ir à escola… ver a moreninha que namorei à traição (ela não sabia) passar na Rua Amando toda dengosa.

Finalmente senti saudades de ser magro, dos cabelos que já se foram, da professorinha que me ensinou o Beabá, onde andará? E quase voltando a dormir relembrei do saudoso Lilico que cantava: “Tempo bão, não vórta mais, saudades só o tempo me traz”…

 

=PERGUNTA DA SEMANA=

Hoje internacional:

P- Por favor, traduza: O que é FEED BACK?

R- Pois não, é FILHO DE ZAGUEIRO!!!

 

=FRASE DA SEMANA=

“A velhice é igual à formação de um lago, suas águas não correm mais para o mar, porém podem ser apreciadas”. (Gando)

 

=EPÍLOGO=

“QUANDO A BARRIGA TÁ CHEIA TODA GOIABA TEM BICHO”.

(Com exceção de meu “brimo” de Rubião, a quem dedico trabalho de hoje).