Matando no Peito, com Zé Airton – 13/06/2020

 

=NOSSA PRECE=

Todo sábado é de praxe lá no REBOLA, antes do início da partida principal, seus participantes se reunirem no centro do gramado e em oração agradecerem ao PAI as graças recebidas durante a semana que se finda.

Infelizmente em razão dessa praga que assola o mundo todo, já há vários sábados isso não vem ocorrendo, motivo pelo qual neste sábado, dia 13/06/2020, simbolicamente representados pelos integrantes da foto anexa e demais componentes dessa coesa Associação vimos unidos rogar ao Grande Arquiteto do Universo, que é DEUS, que proteja nossas crianças; reabilite os enfermos; console os aflitos que perderam familiares queridos e nos traga novamente a Paz tão necessária.

LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO.

PARA SEMPRE SEJA LOUVADO.

 

=RECORDANDO – VETERANA 69=

Mistura de alguns mais experientes com jovens revelações que surgiam no futebol de nossa terra, era esse o esquadrão amador da A.A.Botucatuense, que posa acima assim constituído:

Em pé: DIZÃO DALAQUA – ZÉ VAROLI – JAIR SANTILONI – SÉRGIO MASCHETTI – PONICK e o ZÉ LUIZ NICOLETTI.

Abaixados: FÊO – VÉIO GUANXUMA – JOÃO PILAN – NENÊ GUANXUMA e o PINGÜIM ROMANHOLI.

Grandes recordações…

 

=RELEMBRANDO – BRADESCO 69=

Para um ex-bancário e boleiro, que sou eu, é bastante gratificante relembrar de colegas com os quais convivi em tempos passados dentro dos bancos, ginásios esportivos e gramados de nossa terra.

Para que isso se torne realidade apresentamos hoje a equipe de futebol do BANCO BRADESCO que no ano de l.969 posa lá no Beira Rio, campo que existia defronte o Curtume Pioneiro, assim alinhada:

De Pé: NILSON GUERREIRO – ANGELINO – LUIZ CARLOS – KIKO CASSETARI – ODAIR BILO e NELSON BENTINHO.

Abaixados: JOÃO NARDINI – ANTONIO LUIZ – SILVIO CHECÃO – DETO e o EDUARDO MAITAN.

Grandes e boas recordações…

 

=PERGUNTA DA SEMANA=

P- O QUE OS ATLETAS DE VÔLEI DE PRAIA GARANTEM DURANTE AS COMPETIÇÕES?

R- NO MÍNIMO UM BRONZE!!!

 

= FRASE DA SEMANA=

“NA BOCA DE QUEM NÃO PRESTA O BOM NÃO VALE NADA”…

 

=EPÍLOGO=

“QUANDO NASCI FIQUEI TÃO ASSUSTADO QUE PASSEI QUASE 1 ANO E MEIO SEM FALAR”.