Matando no Peito, com Zé Airton – 07/03/2020

 

=NOSSO FUTEBOL PROFISSIONAL – AAB-59=07

Nossa coluna relembra hoje da equipe de futebol profissional da A.A.B. do ano de 1959, formada por jovens botucudos daquela época e atletas provenientes dos mais distantes rincões deste País que para cá vieram defendê-la, sendo que, vários por aqui permaneceram se tornando botucatuenses de coração.

Com o estádio Dr. Antonio Delmanto completamente lotado, envergando tradicional jaqueta alvinegra, posam acima:

Em pé: NÉZIO – DANIEL EVARISTO – MIRO – ZÉ BACHI – TIDE – ITATINGA – FRIAÇA – JOÃO PRETO e o ADOLFO.

Abaixados: SOUZINHA – SÍLVIO BARROS – ALDO – ZEZO – PEDRINHO OLIVEIRA – MAURINHO SANTOS e o BETO FURQUIM.

Vários desses amigos já nos deixaram e descansam em Paz.

 

=NOSSO FUTEBOL DE BASE – A.A.F. JUVENIL 1953=

Nosso trabalho de hoje se inicia com uma indagação: “Quem poderia em sã consciência imaginar que o esquadrão da foto acima fosse apenas uma equipe juvenil?”

Pois, prezados leitores, era sim, e retrata o juvenil da nossa A.A.Ferroviária, ano de 1953, posando em Acrísio Paes Cruz, assim alinhados:

Em pé: ZÉ MARIA LEITE – NILCEU GIACÓIA – TIO PEDRO – TIDE BUGANZA – ZÉ ROBERTO QUINTEIRO e o TONHO BENVINDO.

Abaixados: FLÁVIO SASSO – PAULO GASPARINI – PINGÜIM – ZÉ LUCHESI e o PEDRO GODINHO.

Vários desses amigos já nos deixaram e descansam em Paz…

 

=FUTEBOL NOSSAS INSTITUIÇÕES – FÓRUM =

Dos tempos em que a sede de nosso Poder Judiciário ainda estava centralizado no tradicional prédio da Praça Rui Barbosa, apresentamos nesta oportunidade a aguerrida equipe do Fórum local.

Podemos observar posando no tapete verde antes de partida amistosa na região:

Em pé: NEWTON COLENCI – PAULO CORADI – ZÉ SIMEÃO – ADOLFO –  ORLANDINHO – FERNANDO GAMEIRO – ANTONIO RUSSO e o RENÊ ALVES.

Abaixados: SIDNEY GÓES – MARCELO DELEVEDOVE – JÚ COLENCI –  ODENEY KLÉFENS – ADEMIR SVICERO – PENOSO e mais abaixados ainda os jovens mascotes: CHOCOLATE – DANIEL GÓES – MARCO COLENCI e ALEMÃO.

Velhos tempos…

 

=SE É FOTO É FATO=

NAGATO era o nome de batismo do endiabrado meia do Oleoense F.C., por nós, seus companheiros de clube, apelidado de “Gato”.

O apelido não advinha de haver alterado idade para jogar mas sim do verdadeiro pavor que tinha da água , esse líquido tão precioso, só para se ter uma idéia dia de chuva não entrava em campo e quando lá estava e começava a chover dele saía correndo.

Banho completo somente um quinzenal e assim mesmo de bacia, famoso “tcheco nas partes íntimas”, pelo que, na cabeça ostentava uma vasta e mal cuidada cabeleira na qual nos dias de jogos, para que não caíssem nos olhos, jogava um fixador da época.

Era esta então a nossa jogada ensaiada para os jogos difíceis: nossos laterais e pontas cruzavam para a grande área, o Gato subia para o cabeceio e a “Redonda” ficava presa na sua intrincada vegetação capilar, incontinente caminhava para dentro da meta e fazia o Gol de bola e tudo!!!

Coisas do futebol…

 

=FRASE DA SEMANA=

“DÊ A TODOS OS SEUS OUVIDOS, MAS A POUCOS A SUA VOZ”.

 

=PERGUNTA DA SEMANA=

P – QUAL É O GRANDE PROBLEMA DAQUELES QUE PENSAM QUE TEM “O REI NA BARRIGA”??

R – É NA HORA DA COROA PASSAR QUANDO VÃO AO BANHEIRO…

 

=EPÍLOGO=

“CADA PESSOA QUE PASSA EM NOSSA VIDA É ÚNICA, POIS SEMPRE DEIXAM UM POUCO DE SI E LEVA UM POUCO DE NÓS”. (Autor Desconhecido)