Matando no Peito, com Zé Airton – 06/03/2021

 

=A.A. FERROVIÁRIA=

Década dos anos 60 do século passado, época áurea do futebol profissional em nossa cidade e a A.A. Ferroviária monta um excelente esquadrão para disputa da Divisão de Acesso Paulista.

Algumas pratas da casa como o Ovídio e Zé Maria, outros vindos de vários rincões do estado como o Miro de Bauru, passando antes pela Botucatuense, o Neguito do XV de Piracicaba, o Celsinho e o Evanir de São Paulo, respectivamente do Tricolor e do Timão, etc…

É dessa magnífica equipe a foto que hoje apresentamos, podendo ser observados:

Em pé: RICARDO – JOÃO – MIRO – NEGUITO – ZÉ MARIA e BENE.

Abaixados: TABAY – OVÍDIO – GUARÁ – CELSO e EVANIR.

            Velhos tempos de bom futebol!!!

 

=BOA VISTA F.C.=

Trazemos nesta oportunidade, a valorosa equipe que defendia as cores do BOA VISTA F.C. nos idos anos de 1960, podendo ser observados posando em seu antigo campo:

Em pé: ARI ANTIGAS – MAUREVILLE – TITO ALVES – DARCI – JOÃO ANHEMBI – NALCI LARA e CARLOS.

Abaixados: ADEMAR TAVARES – TONINHO ANTIGAS – ORLANDO GUERREIRO – SERGIO ALEMÃO – ZÉ AIRTON e DEMINHA OLIVEIRA.

Alguns destes amigos já nos deixaram…

 

=SE É FOTO É FATO=

Caso você leitor amigo ainda não saiba a origem dos cartões amarelo e vermelho aplicados no futebol, leia abaixo:

Conta-se que nos anos 60 do século passado, como a violência e indisciplina corriam soltas no gramado, houve a necessidade de se criar um método de puni-las e foi aí que certo dia o árbitro inglês Aston, parado num semáforo enquanto aguardava o sinal abrir, teve a idéia e criou uma simbologia de cartões semelhante ao daquele aparelho luminoso: o Amarelo seria uma advertência para que o atleta se contivesse e o Vermelho o impedia de prosseguir jogando.

Acontece que até hoje os únicos detalhes negativos desta “estória” são os motoristas ignorantes que não respeitam os semáforos e muitos árbitros mais ignorantes ainda que não sabem aplicar corretamente os cartões criados desde 1966.

Coisas do futebol!!!

 

=NOSSO ESPORTE – NOSSA GENTE=

BTC Rural ou Corintinha, assim era conhecido aquele timaço de outrora, fundado pelo ex-funcionário do clube, saudoso corintiano ZEQUINHA que era também seu empresário, árbitro, técnico, massagista, etc…, sendo seus atletas os funcionários do clube, sócios e alguns amigos convidados.

Certa ocasião, partida duríssima do nosso invicto “cascudão” numa fazenda próxima, quase chegando ao fim com placar adverso de 0x1, foi quando aproveitando um cruzamento na área nosso centroavante o Dr. FRANCO “mete a cabeça na redonda” e manda para o fundo das redes.

Zequinha, que apitava, mais que depressa com a “menina” ainda lá dentro do “balaio” encerra a partida; euforia total de nossa equipe pela manutenção da invencibilidade mas o “coroner”, dono da fazenda, gritou em alto e bom som:

– “Quem ganhou foi nóis, esse gol não valeu pois a bola não saiu do meio do campo , tenho dito”!!!

Como manda quem pode e obedece quem tem juízo tivemos que engolir em seco, caso contrario não seria servido a galinhada e as “tubaínas” combinadas pós-jogo.

 

=PERGUNTA DA SEMANA=

Para os estudiosos da Língua Portuguesa:

P- Qual o coletivo de pobre???

R- É ônibus…

 

=FRASE DA SEMANA=

“É PRECISO VIVER, NÃO APENAS EXISTIR”.

 

 

=EPÍLOGO=

“A ARTE DE VENCER APRENDE-SE NAS DERROTAS”.

(Corinthianíssimo)