Matando no Peito, com Zé Airton – 03/12/2016

 

=RECORDANDO – BANCÁRIOS BOTUCATU=

associacao-bancarios-btu

Nesta foto do século passado temos a imensa satisfação de recordar aquela domingueira futebolística em que envergando o tradicional uniforme futebolístico da SAT (Sociedade Amigos do Tanquinho) a moçada bancária daquela época, representando a equipe da ASSOCIAÇÃO DOS BANCÁRIOS DE BOTUCATU, posava assim alinhada:

DE PÉ: CELSO TONIN – CARRIEL – ARTUR SIMÕES – PONICK – GUERRA – CHICO ROMANHOLI – MOACIR AMARAL – WILIAM GUERRA…

ABAIXADOS: TEIXEIRINHA – PAULO CAPELLUPE – LALÁ BRADESCO – PAULO XIXA – CARLOS FAVARO…

Alguns desses amigos já nos deixaram e descansam em Paz…

 

=GRÊMIO INFANTIL PALMEIRINHA=

palmeirinha-1968

Marcou história no futebol de nossa cidade aquela época em que a tradicional Rádio Emissora de Botucatu, sempre simpática PRF-8, patrocinava, organizava e comandava os Campeonatos DENTE DE LEITE local (anos 68/69 do século passado).

Hoje apresentamos a foto de uma das mais brilhantes participante daqueles eventos, a aguerrida equipe do GRÊMIO INFANTIL PALMEIRINHA, que no ano de l969 posa assim alinhada:

AO FUNDO: SENHORES TONINHO SANTA ROSA – OSVALDO GASPARINI e ANTONIO SABINO SANTA ROSA, seus mantenedores..

DE PÉ: LEONEL – PARANÁ – LOURIVAL – WANDERLEY PAGANINI – ZÉ LUIZ – FEIJÃO e o DITINHO VIEIRA.

ABAIXADOS: MIRO – RUBINHO VIEIRA – PEDRO DIAS – NIVALDO GASPARINI e os irmãos SILVIO, VALMIR e VITOR DELEO.

O técnico da equipe era o BENEDITO SANTA ROSA, grande garimpeiro de jovens valores para o futebol de nossa terra e que nessa oportunidade também foi o fotógrafo…

“TEMPO BÃO NÃO VORTA MAIS”

 

=SE É FOTO É FATO=

anoes-pebolim

Certa ocasião (toda estória começa assim) famoso Circo Internacional chegou na cidade e trouxe como atração principal uma família de anões pigmeus composta de pai, mãe, e 10 filhos menores (lógico né), todos eles loucos por futebol.

Na folga do domingo alugaram a quadra da Escola Industrial onde realizaram uma “peladinha salonística” e após, todos uniformizados, foram tomar um lanche no bar do Seu Pereira, ali em frente.

Quando estavam deixando o recinto, ainda uniformizados, um freguês que não os viu chegar e estava tomando umas e outras na calçada, já meio alto, gritou:

– “Seu Pereira!Seu Pereira!Fica esperto que o seu Pebolim tá fugindo!!!”.

Coisas da bola.

=EPÍLOGO=

“LAVE OS PRATOS SEMPRE SORRINDO E CANTANDO, POIS SE ESTAVAM SUJOS É PORQUE TÍNHAMOS O QUE COMER”.