Vicinal Alcides Soares em Botucatu receberá R$ 9,5 milhões para recape e melhorias

Via de Botucatu foi incluída em projeto de recuperação de vicinais do Governo do Estado

Arquivo Acontece Botucatu

O Governador de SP João Doria apresentou nesta segunda-feira (14), no Palácio dos Bandeirantes, a nova fase do programa ‘Novas Estradas Vicinais’, que vai beneficiar outras 140 vias com 1.531 quilômetros de melhorias e investimentos de R$ 1,08 bilhão em recursos do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

Uma das vias contempladas será a estrada vicinal Alcides Soares, que faz a importante ligação entre Botucatu – Vitoriana – Geraldo Pereira de Barros (SP 191). A via receberá investimento de R$ 9,5 milhões para recapeamento de 12 km.

O fato foi divulgado pelo Governo do estado em coletiva, sendo que Botucatu foi representada pelos Secretários Rodrigo Taborda (Infraestrutura) e Participação Popular (Curumim).

Começo do zero

No dia 31 de maio o Prefeito de Botucatu Mário Pardini esteve em São Paulo junto com o Deputado Federal Samuel Moreira (PSDB), onde se encontraram com o Vice-Governador Rodrigo Garcia (PSDB).  Na oportunidade, ele pediu atenção imediata do governo estadual para a Rodovia Alcides Soares.

Em entrevista à rádio Criativa FM no dia seguinte, disse que tudo seria começado do zero e esperava do governo estadual uma celeridade sobre o assunto. Coincidência ou não, a via foi contemplada hoje com a nova fase do programa ‘Novas Estradas Vicinais’.

Inicialmente o investimento na Alcides Soares foi anunciado em 2018, após uma emenda parlamentar do Deputado Fernando Cury e assinatura de convênio ainda na gestão Márcio França no Governo estadual. A verba de R$ 3,5 milhões, no entanto, nunca chegou e o recape não ocorreu. O Deputado afastado Fernando Cury (Cidadania) também postou um vídeo em suas redes sociais sobre o assunto.

Sequência nos trâmites

A publicação do edital da nova fase está prevista para as próximas semanas e o documento estará disponível no site do DER. A partir do edital, a previsão para início das obras é de quatro meses.

O prazo de conclusão varia de três a 12 meses. Um estudo técnico do DER, feito em conjunto com as Prefeituras, identificou os principais gargalos para o desenvolvimento do projeto.

As vicinais foram divididas em categorias – estradas que ligam polos geradores de produtos e serviços e rodovias estaduais, além das que dão acesso a municípios.

A vicinal Alcides Soares apresenta um problema crônico em sua estrutura, sendo alvo de muitas reclamações por porta de seus usuários. A Alcides Soares também registrou diversos acidentes, alguns deles com vítimas fatais ao logo dos últimos anos.

Relembre 

Em São Paulo, Pardini pede atenção imediata do governo estadual para a Rodovia Alcides Soares