Ponte da Fazenda Lageado será recuperada após parceria com a Prefeitura de Botucatu

Acesso foi destruído com a forte chuva em fevereiro de 2020 em Botucatu

Cena emblemática registrada pelo Acontece com ganso “olhando” a destruição de seu lar após a chuva em fevereiro de 2020

Na tarde desta sexta-feira, dia 01, foi realizada uma reunião na Prefeitura de Botucatu com o intuito de dar sequência no projeto de recuperação da área histórica da Fazenda Lageado. A ponte, que está interditada desde fevereiro de 2020 após a forte chuva, será recuperada com a ajuda da administração municipal.

Participaram do encontro representantes da reitoria da Unesp e Faculdades da Universidade presentes no Campus do Lageado. Foi confirmada uma parceria para reconstrução da ponte do Campus, que foi fragilizada após as chuvas de fevereiro de 2020.

Vale lembrar que no dia 15 de setembro a restauração do Museu do Café da Fazenda Lageado também foi tema de uma reunião na Prefeitura de Botucatu.

Na oportunidade, o Deputado Federal Herculano Passos fez uma orientação sobre como encaminhar o projeto e documentos necessários para a recuperação. O Parlamentar faz parte da Comissão Federal de Turismo do Congresso Nacional.

Reunião na Prefeitura nesta sexta-feira, dia 01 (Foto: Facebook Mário Pardini)

A Fazenda Lageado pertence à Unesp (Universidade Estadual Paulista) e desde a chuva que devastou a cidade em meados de fevereiro de 2020, o acesso ao local ficou restrito. A pandemia reforçou a ação da Universidade que deixou o local longe do alcance popular.

Além da reconstrução da ponte, o Prefeito Mário Pardini quer também que o Lageado seja reaberto ao público.

“Ação essa que é fundamental para devolver a mobilidade a alunos e cidadãos que utilizam o local. Também estamos tratando a reabertura da Fazenda Lageado para utilização da população durante práticas esportivas, como caminhada, corrida, ciclismo, dentre outras. Probabilidade grande de reabertura no próximo mês, de forma segura e ordenada”, disse o Prefeito Mário Pardini.

Local sem acesso ao público e patrimônio tombado

Aspecto de abandono no Museu do Café (Foto: Acontece Botucatu)

Atualmente o Museu do Café da Fazenda Lageado está fechado para o público, mas o estado de abandono preocupa. A bandeira foi levantada pelo Acontece Botucatu em reportagem de março deste ano (ver link ao final do texto), que revelou a situação do local.

A Área Histórica da fazenda é patrimônio tombado desde 2013 pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo), como bem de interesse histórico, arquitetônico, artístico, paisagístico, ambiental e turístico.

Segundo as direções de FCA e FMVZ/Unesp, o fato de não haver circulação de pessoas na área histórica, somada à redução do quadro de servidores por conta das aposentadorias no período e do afastamento de servidores pertencentes ao grupo de risco das atividades presenciais, fez com que a Diretoria da FCA optasse por espaçar as atividades de limpeza da área e das edificações históricas. Essa foi uma forma de otimizar os serviços realizados nos 2520 hectares das suas Fazendas de Ensino, Pesquisa e Extensão.

Fechado ao público há um ano, Museu do Café da Fazenda Lageado apresenta aspecto de abandono