“GCM nas Ruas” e “Atividade Delegada” aumentam ações e prisões em Botucatu

 

As ações da Prefeitura de Botucatu visando proporcionar maior segurança a população têm sido eficazes e garantido o retorno de munícipes aos espaços públicos da cidade.

Em especial, os programas “GCM nas Ruas” e “Atividade Delegada” são responsáveis por um aumento significativo no número de ações das forças de segurança do município, aumentando consequentemente o número de prisões de contraventores, coibindo ações criminosas.

O programa “GCM nas Ruas” partiu da duplicação do efetivo de agentes da Guarda Civil Municipal nos patrulhamentos de rotina pela cidade, no começo de abril. De 28, o número de guardas à disposição da comunidade saltou para 56, abrangendo quase o efetivo total da corporação, que atualmente é de 63 profissionais em exercício.

Com essa medida, houve um aumento médio de 30% nas ações da GCM em 2017. Nos três primeiros meses do ano, a média de ações era aproximadamente 2,9 mil por mês. Em abril e maio, esse número chegou próximo a 3,7 mil ações, resultando, inclusive, em 51 prisões.

Comparando os seis primeiros meses de 2017 com o mesmo período de 2016, houve aumento de mais de 50% nas prisões. Para o Secretário Municipal de Segurança e Direitos Humanos de Botucatu, Adjair de Campos, o programa trouxe outro grande benefício, uma maior proximidade entre a Guarda e a população.

“Já podemos creditar êxito ao programa ‘GCM nas Ruas’, na cidade. Hoje a população tem mais confiança na Guarda e por isso nos procura mais, através das solicitações. Essa proximidade com certeza torna o nosso trabalho mais fácil e contribui para um município mais seguro”, cita Adjair.

Atividade Delegada: Crimes perdem espaço na CECAP

Arquivo Acontece Botucatu

Outra medida visando promover maior segurança a população de Botucatu é o retorno da “Atividade Delegada”, uma parceria entre a Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo, através da Polícia Militar, com o Município. O convênio permite que policiais militares desempenhem suas funções também durante seus horários de folga, garantindo aos mesmos todos os direitos previstos no exercício de sua função. Além de aumentar o efetivo.

Segundo a Polícia Militar de Botucatu, desde o início das atividades no mês de abril, as ações resultaram em: 670 pessoas abordadas; 33 estabelecimentos comerciais vistoriados; 3 pessoas presas ; apreensão de 300 gramas de maconha e 250 gramas de crack; 492 multas de trânsito; 8 pessoas presas por embriaguez ao volante; 52 CNHs e CRLVs apreendidos; 808 veículos fiscalizados; 429 motos fiscalizadas; 67 veículos apreendidos.

Segundo o Comandante da 1ª Companhia da Polícia Militar em Botucatu, Capitão PM Alexandre Cagliari, as melhorias com todas essas ações já começaram a aparecer.

“Após o início da Atividade Delgada, conseguimos notar várias melhorias. Os casos de perturbação de sossego na região da CECAP, onde os esforços se concentram, diminuíram em quase sua totalidade, os acidentes de trânsito praticamente acabaram no horário em que há a atividade, e aumentou consideravelmente o número de famílias e esportistas nas praças da comunidade. Temos também ouvindo muitos elogios quanto à diminuição considerável da prostituição no local”, afirma Cagliari.

Segundo o Atlas da Violência 2017, divulgado pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Aplicada), no início do mês de junho, Botucatu figurou como a sexta cidade mais pacífica do País e a terceira de todo o estado de São Paulo.