Unesp comemora Semana Mundial do Aleitamento Materno

Na tarde desta terça-feira (14) foi dado início a uma série de eventos promovidos pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) – através do Banco de Leite – em comemoração a Semana Mundial do Aleitamento Materno 2012, que tem o slogan: “Amamentar hoje é pensar no futuro”.

Às 12 horas foi realizada a apresentação do Coral “Canto e Encanto”, no Boulevard do Hospital das Clínicas. Seguindo a programação desta quarta-feira (15), no Salão Nobre, ocorreu a Abertura Oficial do Evento. Nesta quinta-feira (16), o Boulevard do HCFMB receberá nova atração artística e no dia 18 (sábado), ? s 9 horas, será realizada uma passeata, na Rua Amando de Barros, no centro de Botucatu.

O objetivo do Banco de Leite do HCFMB é conscientizar as mães – que estejam amamentando – da importância da doação do leite. Nos eventos serão passadas informações sobre o processo de amamentação e doação. A enfermeira e supervisora do Banco de Leite, Sueli Zanquetta de França, ressalta que todas as segundas-feiras é dia de coleta domiciliar, mas lembra que até mesmo em outros dias é necessário que a equipe de captação se desloque para assegurar a ordenha de leite materno.

“Além de Botucatu, temos doadoras mães em Anhembi, Areiópolis, Bofete, Botucatu, Conchas, Itatinga, Pardinho, Pratânia, Pirambóia, Porangaba, Torre de Pedra e São Manuel”, enumera Sueli França. “A mãe não tem gasto nenhum com essa doação, sendo que o hospital disponibiliza todo o material necessário e ainda vai buscar o leite na casa da doadora”, emendou, lembrando que maiores informações podem ser obtidas através dos telefones (14) 3811 6410 / (14) 9799 8289.

{n}Banco de Sangue{/n}

O Banco de Leite é de fundamental importância em casos da criança não estar se amamentando direto no peito, sendo necessário que a mãe faça a ordenha do leite para que as enfermeiras ministrem a alimentação do bebê em cada unidade. A pediatra neonatologista, Simone Manso de Carvalho, enfoca que esse procedimento é muito comum e imprescindível para manutenção da saúde do bebê e da própria mãe. “Isso normalmente ocorre em casos de pré-maturos. As mães devem realizar o procedimento para manter a produção do alimento. Se não há sucção, não há nova produção de leite”, frisa a pediatra.

As crianças internadas no HCFMB também recebem leite materno das doações externas – casos nos quais uma equipe do banco de leite vai até a casa de uma mãe, que esteja amamentando e tenha leite de sobra para alimentar seu filho, para realizar a coleta. O leite é pasteurizado semanalmente de sete a dez litros de leite materno, e distribui diariamente entre 1,2 e 2 litros para a capacidade de quinze bebês que a UTI Neonatal oferece no Hospital das Clínicas (HCFMB).

Outro dado é que o Banco de Leite do HCFMB adquiriu uma nova máquina de coleta de leite materno, que além de ser mais confortável para a mãe doadora, estimula a produção. Trata-se de uma bomba elétrica, que faz praticamente tudo sozinha e serve especialmente para mães de bebês pré-maturos, uma vez que ela é colocada nas duas mamas ao mesmo tempo e alterna a ordenha com massagens.