Superintendente do Sorocabana faz visita surpresa a Botucatu

Sem agendar e de uma maneira até surpreendente, esteve em Botucatu neste último final de semana, Carlos Amorim, o superintendente da ABHS Associação Beneficente dos Hospitais Sorocaba, cuja matriz está instalada no Bairro da Lapa, em São Paulo e a filial em Botucatu, na região da Vila dos Lavradores. Se em São Paulo a situação financeira do hospital é caótica, com uma dívida de mais de R$ 300 milhões, em Botucatu as contas estão sanadas e presta um bom atendimento ? população.

Carlos Amorim, como representante do grupo Imperial Bank e Assim – Assistência em Saúde, que assumiu a administração da Associação Beneficente dos Hospitais Sorocabana (ABHS), esteve em reunião com o prefeito João Cury, no dia 21 de janeiro deste ano. Neste encontro compareceram representantes de diferentes segmentos sociais e Amorim chegou a propor ao prefeito João Cury a compra do hospital. Porém, evitou responder perguntas da imprensa e encerrou a reunião com a promessa de que outra reunião seria agendada para continuar esse debate.

Entretanto, sem prévio aviso, Amorim veio a Botucatu no final da última semana e surpreendeu até a própria diretora do hospital, Maria José Maschetti, que não esperava a visita, mas não escondeu que conversou, reservadamente, com o superintendente da ABHS. Os assuntos discutidos não foram detalhados. “Foi uma reunião de trabalho para tratar da situação do hospital”, resumiu a diretora. Assim como veio, Amorim foi embora sem falar com mais nenhuma autoridade da cidade ou imprensa.

Amorim deverá ser convidado para comparecer em uma audiência pública com data a ser marcada pela presidência da Câmara Municipal para que possa explicar qual será o destino do Hospital Sorocabana em Botucatu. O requerimento para essa audiência foi apresentado e aprovado na noite desta segunda-feira (7). Assinam o requerimento os vereadores Curumim (PSDB), Dr. Bittar (PCdoB), Xê (PSDB) e Bombeiros Tavares (DEM).

“Na reunião que teve com o prefeito, o (Carlos) Amorim alegou que seus planos de gestão objetivam buscar uma solução para a atual situação da ABHS. Então, nada melhor do que fazer isso numa audiência pública aberta para o público interessado. Entendemos que esse assunto deve ser amplamente discutido, pois é de interesse da cidade. A data para este encontro deverá ser agendada o mais breve possível”, colocou o presidente da Casa, vereador Curumim.

Fotos: Jornal Acontece Botucatu