Secretaria de Saúde renova sua frota de ambulâncias

O secretário municipal da Saúde, Claudio Lucas Miranda, entregou na manhã desta terça-feira (28), de forma simbólica ao prefeito de Botucatu, João Cury Neto, as chaves de mais três ambulâncias que passam a incorporar a Central de Ambulâncias do Município. Com as novas aquisições, a Prefeitura chega a seis ambulâncias brancas que estão adequadamente preparadas para a remoção e transporte de pacientes, dentro e fora do Município.

São duas Renault Master e uma Fiat Ducato. Uma delas, inclusive, está totalmente preparada para atuar como uma verdadeira Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que inclui preparação elétrica, tubulação de gases, mobiliário, bancos e maca. Elas são capazes de transportar, em média, nove pacientes, além do motorista. O investimento do Poder Público para compra e equipamento dos veículos é da ordem de R$ 330 mil  (R$ 150 mil de convênio com a Secretaria de Estado da Saúde e o restante do próprio Orçamento Municipal).

“Essa é uma renovação de frota que atende às novas legislações de transporte sanitário, sobre o tamanho dos veículos e os equipamentos necessários no interior de cada viatura. Aos poucos vamos aposentando os veículos mais antigos, que não eram tão adequados para o transporte de pacientes, e remanejando eles a outros serviços”, explica Miranda.

De acordo com Secretaria de Saúde, apenas neste primeiro quadrimestre de 2015 (janeiro a abril) a Central de Ambulâncias de Botucatu atendeu 5.028 ocorrências dentro da Cidade. Na maioria delas, casos de transporte social, ou seja, quando o paciente precisa ser levado até uma consulta médica ou mesmo quando acaba de ter alta após um procedimento cirúrgico.

No mesmo período, ambulâncias brancas do Município também foram acionadas 279 vezes para transporte de pacientes que passam por tratamento especializado fora de Botucatu. Por ano, a Central de Ambulâncias chega a atender mais de 15 mil solicitações.